15/12/2011 - Parada Gay traz à tona polêmica da sexualidade e religião em MT

 

Com o polêmico tema “Amai-vos Uns aos Outros – Basta de Homofobia” a IX Parada Gay de Cuiabá, que será realizada na próxima sexta-feira (16), traz à tona este ano a polêmica discussão quanto à opção sexual dos indivíduos e o direito que cada um tem de congregar em qualquer religião, independentemene de sua sexualidade.
 
Lançada na manhã desta quarta-feira (14), a Parada Gay 2011 deve reunir pelo menos 30 mil pessoas. A expectativa de público foi repassada pelo empresário e um dos organizadores do evento, Menotti Griggi. Desde sua criação, o evento reúne milhares de participantes e curiosos que saem às ruas ao longo do percurso como forma de prestigiar a manifestação. 
 
“A parada é um ato político que serve para mostrar à sociedade que nós existimos e que somos vereadores, professores, empresários, que temos família e que estamos em todos os lugares. Homossexualismo não é doença. Temos o direito de professar  qualquer religião independentemente de nossa opção sexual. Esse Deus que as pessoas dizem que é o Deus do amor, é o nosso Deus também”, declarou o presidente da ONG LivreMente, Clóvis Arantes.
 
A Parada Gay em Cuiabá e nas demais cidades é uma mistura de desabafo com gritos de alerta para a injustificável violência recorrente que vitima travestis e outros integrantes da comunidade GLBT. Nos três últimos anos 18 homossexuais foram mortos em Mato Grosso. Nenhum desses crimes teve solução até hoje.
 
A concentração pda Parada Gay será na Praça Alencastro (Praça da Prefeitura), a partir das 14 horas, de onde os manifestantes seguirão pela avenida Getulio Vargas até as proximidades da Praça 8 de Abril (Choppão) onde haverá shows e manifestações diversas. 
 
Na programação de shows estão confirmadas as presença de Léo Aquilla, uma das grandes performers do universo LGBT; da cantora Natalia Damini, que tem sido considerada a nova voz da House Music do Brasil e ainda das drags de Cuiabá, Ashlley Raia, Petilaine Queen e Agatha Cristian. Durante o percurso da parada o som do trio elétrico será comandado pelo DJ Vagner Savion.
 
As madrinhas escolhidas para esta edição são Adriana Paula Barbosa, a jornalista Marisa Batalha, Gisely Carolini Lacerda Pinheiro (Rainha da Parada) a secretária municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano da Prefeitura de Cuiabá, Regina Kaiser, as empresárias Pirila Maria e Fabiane França e Perola Vick (madrinha da bandeira). 
 
Da Redação - Laura Petraglia

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário