15/12/2015 - Silval tenta novo HC para passar Natal em família

O ex-governador do Estado Silval (PMDB), preso há quase 90 dias no Centro de Custódia da Capital, tenta liberdade por meio de habeas corpus impetrado nesta segunda-feira (14) no Supremo Tribunal Federal (STF).

Próximo às comemorações de final de ano, o ex-governador deseja passar o Natal junto aos familiares.

O recurso foi distribuído para o ministro Edson Fachin. Esta é a segunda vez que Silval tenta a liberdade na mais alta corte do Judiciário brasileiro. No dia 30 de setembro, o mesmo ministro, foi responsável pela primeira decisão monocrática que manteve a prisão dele.

Ele já teve pedidos semelhantes negados pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). A prisão de Silval foi decretada pela juíza Selma Rosane Santos Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

Caso o ex-governador tenha pedido de liberdade negado terá que comemorar o Natal e a passagem do Ano Novo junto aos ex-secretários Pedro Nadaf, da Casa Civil, e Marcel Souza de Cursi, da Fazenda.

Além deles, Silval terá a companhia do ex-deputado José Riva (sem partido) e do ex-secretário de Fazenda Eder Moraes, detidos também no Centro de Custódia. 

Operação Sodoma

Silval é acusado de chefiar um esquema de corrupção para cobrança de propina de empresários para concessão e manutenção de incentivos fiscais através do Programa de Desenvolvimento e Comercial de Mato Grosso (Prodeic).

O ex- governador foi apontado pela juíza como chefe do esquema que desviou milhões dos cofres públicos por meio de fraudes em incentivos fiscais no Estado.

 

 

Fernanda Leite, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário