15/12/2015 - Funcionário da Funai é ouvido sobre duplo homicídio cometido por índios

15/12/2015 - Funcionário da Funai é ouvido sobre duplo homicídio cometido por índios

Um funcionário da Fundação Nacional do Índio (Funai) de Juína presta depoimento nesta manhã, 14, ao delegado Hércules Ferreira Sodré, que atua na Deleagacia de Defesa Institucional, e é o responsável pela investigação do assassinato dos amigos Marciano Cardoso Mendes, 27 anos e Genes Moreira dos Santos, 24 anos. O servidor público seria uma testemunha ocular da dupla execução. A oitiva é realizada na Superintendência da Polícia Federal, em Cuiabá.

 

á suspeitas quanto à autoria do crime recai sobre índios da etnia Enawenê Nawê. Suspostamente, os dois homens teriam tentado ‘furar’ uma barreira montada para cobrança de pedágio em uma estrada vicinal, na data de 9 de dezembro. Somente no sábado, 12, após uma equipe da Polícia Federal de Cuiabá se deslocar até a região os corpos foram deixados às margens de uma rodovia.

 

A Polícia Federal confirmou que a oitiva deverá ajudar a elucidar a autoria do fato. O delegado responsável pelo caso informou que irá representar à Justiça pela prisão dos envolvidos, indígenas, ou não.

 

Ainda no sábado, durante a ação de ‘resgate’ dos corpos os policiais federais apreenderam um revólver calibre 22, além de aparelhos celulares. A PF não informou com quem o armamento foi encontrado. Até o momento não há informações quanto à apreensão de valores. Amigos e familiares das vítimas informara que os amigos estariam em poder de R$ 15 mil. O dinheiro seria empregado para compra de roupas destinadas ao comércio no final de ano.

 

A assessoria da PF informou ainda que além das oitivas, também são realizadas diligências para identificação dos criminosos. Até a próxima quarta-feira, 16, a autoridade policial responsável pela apuração deverá representar pela prisão de suspeitos. 

 

 

 

Olhar Direto 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário