15/12/2015 - Homem é linchado por garimpeiros após atirar contra criança

Rodrigo de Souza Barbosa, 25 anos, foi espancado por garimpeiros na Serra do Caldeirão, localizada a 20 quilômetros de Pontes e Lacerda (457 km de Cuiabá), após atirar contra uma criança, no fim da tarde do último domingo (13). Revoltados com a situação, os populares que lá estavam, partiram para cima do suspeito. Ele chegou a ser socorrido por uma equipe da Polícia Militar, mas morreu no hospital.

 

De acordo com as informações, Rodrigo seria o responsável por atirar contra uma criança no garimpo instalado próximo a Pontes e Lacerda. Chegando ao local, os policiais encontraram o homem sendo torturado e linchado por garimpeiros, que retornaram há alguns dias para o local, mesmo após ele ser fechado pela Polícia Federal.


Quando a viatura se aproximou, os populares correram para o meio do mato e deixaram o rapaz caído ao solo. Ele foi encontrado ofegante, de bruços e quase sem respirar. Com vários hematomas (olhos, boca e todo o rosto inchados em decorrência de chutes e socos), ele foi encaminhado ao hospital Vale do Guaporé, em Pontes e Lacerda.


Ainda conforme a Polícia Militar, o rapaz tinha tatuagens de um escorpião, tribal e uma aranha. As testemunhas disseram não ter visto nada. No bolso de Rodrigo foram encontradas oito munições de calibre 38. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. A Polícia Civil investiga o caso.

Os garimpeiros voltaram à Serra do Caldeirão, em Pontes e Lacerda, dias depois do local ser fechado pela Polícia Federal. Durante a retirada, diversas pessoas foram presas, já que a exploração do ouro no é ilegal na região. Galerias que tinham sido feitas também foram implodidas. Porém, nada disto afastou os ‘aventureiros’ que continuam tentando a sorte. O Ministério Público Federal (MPF) pediu novamente a retirada, inclusive com o apoio da Força Nacional.

 

 

 

Olhar Direto

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário