16/02/2012 Riva destaca início das obras do VLT em Cuiabá e Várzea Grande

 

Parlamentar foi incisivo na escolha do modal que daqui a 30 anos ainda será eficiente para o transporte de passageiros

O semestre será ainda mais movimentado em Cuiabá e Várzea Grande com o início das obras de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos – VLT.  O edital será lançado nesta sexta-feira (17) e representa um marco no desenvolvimento de Mato Grosso. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PSD) foi incisivo na escolha desse modal que daqui a 30 anos ainda será eficiente para o transporte de passageiros.

Cumprindo agenda em Brasília ontem, Riva destacou que as obras de adequação à Copa do Mundo deixará um legado invejável graças aos investimentos que serão feitos em Mato Grosso. Reconhece que o maior presente que os gestores públicos podem dar ao Estado é agir com responsabilidade nas ações que serão feitas. “Lutamos pela implantação do melhor meio de transporte público para Cuiabá e Várzea Grande, ou seja, pela mobilidade urbana adequada em respeito ao cidadão”, disse, ao acrescentar que o Parlamento será rigoroso na fiscalização dos investimentos.

Autor da primeira audiência pública que discutiu a viabilidade do VLT em 2008, Riva defende que o Governo do Estado tem condições de concluir as obras dentro do cronograma previsto para o mundial. Também pondera que esse empreendimento será o grande legado às gerações futuras.

O secretário da Secopa, Eder Moraes, que acompanhou ontem o governador Silval Barbosa, em Brasília, lembrou os desafios enfrentados até o aval da Caixa Econômica Federal – CEF e da Secretaria do Tesouro Nacional – STN, para lançar o edital do VLT. "Para se chegar até aqui, foram grandes desafios que a sociedade acompanhou. Foi preciso perseverança, insistência e a participação efetiva da Assembleia Legislativa na pessoa do presidente José Riva, dos prefeitos de Cuiabá e Várzea Grande", disse.

O edital de licitação será lançado nos moldes do Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que será discutido hoje (16) em audiências públicas no Centro Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT e na Câmara Municipal de Várzea Grande.

O modal está orçado em R$ 1,2 bilhão, recursos que serão obtidos por meio de empréstimo junto à Caixa Econômica Federal. O montante está estruturado da seguinte forma: os R$ 423 milhões que já haviam sidos aprovados serão redirecionados para o VLT e os outros R$ 740 milhões serão viabilizados por meio de novo empréstimo com a Caixa Econômica Federal (com recursos do BNDES). O início das obras está previsto para o primeiro semestre de 2012.

 

ITIMARA FIGUEIREDO

Assessoria da Presidência

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário