16/02/2016 - Índios ameaçam incendiar veículos em 20 dias se governo não fizer obras

16/02/2016 - Índios ameaçam incendiar veículos em 20 dias se governo não fizer obras

Índios da aldeia Piaraçu, que fica na região do Parque do Xingu, (norte de Mato Grosso), retomaram as ameaças de atear fogo em maquinário da Secretaria estadual de Infraestrutura (Sinfra) caso obras de reparo na rodovia MT-322 não sejam executadas. Nesta segunda-feira (15), eles anunciaram que vão destruir os veículos caso o estado não atenda às suas reivindicações em até 20 dias. Os indígenas se apossaram dos veículos na última sexta-feira (12) e levaram as máquinas para a aldeia, perto de São José do Xingu, a 931 km de Cuiabá.

Segundo a Sinfra, na próxima terça-feira (16) uma comissão do governo deve visitar a aldeia e iniciar a negociação com os índios, que pertencem à etnia Kayapó. A secretaria explicou ainda que desde 2015 mantém na região 22 máquinas pesadas para a manutenção da rodovia.

Os indígenas reclamam das condições da pista, que é de terra, e cobram obras de reparo. Como forma de protesto, eles renderam funcionários e se apossaram de quatro veículos da Sinfra, sendo duas caçambas, uma patrola e uma pá carregadeira. Todos foram levados para a aldeia.
 
O índio Roiti Metuktire contou ao G1 nesta segunda-feira que o intuito da tribo é incendiar as máquinas caso não sejam atendidos pelo governo. "Nós vamos queimar mesmo. Estamos esperando que alguém venha para nos ouvir”, avisou. Segundo ele, as máquinas foram enviadas pela Sinfra apenas para retirar carros atolados e não para fazer reparos na rodovia. “As máquinas não vieram nos ajudar, por isso tomamos os veículos. Somente com esse tipo de ação eles não resolvem nossos problemas”, completou.

 

Rodovia estadual MT-322 corta área indígena no norte de Mato Grosso. (Foto: Chico Valdiner/GCom-MT)

Rodovia estadual MT-322 corta área indígena no norte de Mato Grosso. (Foto: ChicoValdiner/GCom-MT)
 

Segundo Roiti, durante o período de chuvas é quase impossível trafegar pela rodovia e os representantes indígenas têm cobrado obras no trajeto há, pelo menos, três anos. “Nunca fomos atendidos. Sempre tem promessa de que vai melhorar e nunca fazem nada”, declarou.
 
 
 
 

Do G1 MT

Comentários

Data: 16/02/2016

De: O ELEITOR

Assunto: indios

Índio quer estradas, se não como fica as cobranças de pedágio nas balsas é o único recursos que eles tem pois e for esperar recursos da FUNAI eles tão F..., índio não só quer apito, espelhos, refri..índio quer estradas também!!

Novo comentário