16/03/2015 - Manifestantes protestam contra a corrupção em Cuiabá

Manifestantes fizeram protestos contra a corrupção e o governo Dilma Rousseff em Cuiabá, neste domingo (15). Os organizadores estimam em 36 mil o número de pessoas que estão presentes no protesto. Já a Secretaria de Segurança Pública estima que são cerca de 20 mil manifestantes.

O ato acontece na Praça Alencastro, no Centro de Cuiabá. Cerca de 1,6 mil veículos, entre carros e motos, saíram da região do Centro Político Administrativo e chegaram ao Centro de Cuiabá para se juntar ao protesto.

Os manifestantes usam camisetas verde e amarelo com o slogan 'Muda Brasil'.  Uma das organizadoras, Lorena Lacerda, disse que eles defendem três pautas: o fim da corrupção, uma gestão pública eficaz e um sistema eleitoral mais transparente. Eles não defendem o impeachment da presidente Dilma.

Protesto contra a corrupção em Cuiabá. (Foto: André Souza/G1)
Protesto contra a corrupção em Cuiabá. (Foto: André Souza/G1)
 
Protesto e carreata contra a corrupção em Cuiabá. (Foto: Kelly Martins/G1)
Protesto e carreata contra a corrupção em Cuiabá. (Foto: Kelly Martins/G1)

Nova Mutum
Em Nova Mutum, a 269 km de Cuiabá, a concentração foi na Praça da Bíblia. Os organizadores dizem que 600 pessoas participam. Já a PM informou que são 800 pessoas no local.

O protesto foi organizado por representantes de caminhoneiros, de produtores rurais, de igrejas e por entidades como Associação Comercial, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

Protesto contra corrupção em Nova Mutum (MT). 2 (Foto: Emerson Zancanaro/Arquivo pessoal)
Protesto contra corrupção em Nova Mutum (MT). 2 (Foto: Emerson Zancanaro/Arquivo pessoal)

Rondonópolis
Em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, o protesto começou às 16h e foi coordenado pelo movimento “Resistência Democrática”, que reuniu agricultores, representantes da seccional da Ordem dos Advogados (OAB-Rondonópolis) e da Associação Comercial de Rondonópolis (Acir).

Segundo os organizadores, participaram 4 mil pessoas. A estimativa da Polícia Militar é de 1 mil participantes. Nas faixas e cartazes, pediam o afastamento da presidente Dilma e o fim da corrupção. A Polícia Militar acompanhou e não foram registrados incidentes.

Protesto contra a corrupção em Rondonópolis, Mato Grosso. (Foto: Alex Bettinardi/Centro América FM Rondonópolis)
Protesto contra a corrupção em Rondonópolis, Mato Grosso. (Foto: Alex Bettinardi/Centro América FM Rondonópolis)

Bloqueios em Rodovias
A Polícia Rodoviária Federal informou que duas rodovias do estado registram bloqueios. Um grupo de 50 pessoas bloqueia o km 1.062 da BR-163 em Guarantã do Norte, a 721 km de Cuiabá. Já existe congestionamento na região. A previsão é que a rodovia só seja liberada à noite.

O segundo bloqueio foi confirmado na BR-070 sobre a Ponte Marechal Rondon, no Rio Paraguai, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá. Segundo a PRF, o trecho foi totalmente bloqueado por 200 pessoas. A previsão é que a liberação ocorra à noite.

Protesto de manifestantes na BR-163 em Guarantã do Norte, Mato Grosso. 2 (Foto: Assessoria/PRF)
Protesto de manifestantes na BR-163 em Guarantã do Norte, Mato Grosso.  (Foto: Assessoria/PRF)
 
 
Escrito por G1/MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário