16/03/2015 - Segunda vítima de explosão na Assembleia Legislativa não resiste aos ferimentos e morre

Veio a óbito no início da manhã deste domingo (15), a segunda vítima da explosão que aconteceu na última sexta-feira (13), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), durante uma reforma em um dos gabinetes da Casa de Leis. Wagner Nunes de Almeida, não resistiu aos ferimentos e morreu. Ele também estava sendo tratado no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC).

A confirmação do óbito foi feita horas depois de ser anunciado o falecimento da primeira vítima, Jhonatan Bruno Paes, 24 anos, que era o paciente em estado mais grave. A causa da morte de Wagner ainda não foi oficialmente confirmada, mas provavelmente, foi em decorrência das queimaduras sofridas por ele após a explosão na Casa de Leis.


O acidente aconteceu na última sexta-feira (13), quando quatro trabalhadores faziam uma reforma no gabinete 114 da Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Para tanto, eles estavam utilizando um produto - Thinner - que é altamente inflamável.  Segundo o Corpo de Bombeiros, provavelmente uma faísca deve ter impulsionado a explosão.

Testemunhas relataram que alguns dos trabalhadores chegaram a sair correndo com o corpo em chamas após a tragédia. Em um dos casos, teria sido necessário o uso do extintor de incêndio para apagar o fogo. Outras duas pessoas continuam internadas, uma delas em estado grave, com mais de 80% de queimaduras pelo corpo.

 

 

Da Redação - Wesley Santiago
 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário