16/04/2012 - Deputado de MT quer proibir MMA na TV contra cultura da violência

 

O deputado federal Júlio Campos (DEM/MT) decidiu comprar uma briga grande, em toda sua essência: solicitou que a luta de Artes Marciais Mistas (MMA) tenha exibição proibida em canais abertos de televisão.  Segundo ele, a prática é a maior expressão do retrocesso racional daqueles que a defendem e dos que a promovem como prática esportiva, que serve somente para disseminar uma cultura e intolerância.

 

“Que benefício essa prática pode deixar de positivo? Nenhum, além de hematomas, cicatrizes, estado vegetativo, pessoas tetraplégicas e até provocar a morte. É possível colocar um cinturão pela vitória, quando se coloca um outro em um caixão e se vai para o cemitério? Que esporte é este? Respondo: este deveria ser chamado esporte da violência e do luto”, avaliou o parlamentar.

 

Segundo o deputado democrata, já temos hoje uma sociedade extremamente violenta, e que muitas vezes se mostra intolerante com o diferente e que reage violentamente a coisas insignificantes. Neste sentido´, ele questiona: “aonde vamos parar, se incentivarmos essa cultura da violência? Para ele, esta é uma aberração que muitos chamam de esporte, e que é utilizada por mega-empresas e empresários somente para ganhar dinheiro.

 

Júlio Campos defende que a prática não seja disseminada por TV´s de canais abertos por perceber que a população entende que aquilo que passa na televisão e aparece na mídia é digno de confiança e aceitação sem nenhum questionamento. Enfim, muitas mensagens se impõem como verdade, simplesmente por passarem na mídia. E elas assumem importante papel na formação cultural e moral da sociedade.

 

“Esta prática faz claramente apologia à violência e à agressão física. É esta cultura que queremos cultivar nos nossos adolescentes e jovens por meio dos canais de televisão, que são concessões públicas? Porque esta prática tem sido amplamente disseminada em nosso país por veículos de comunicação de massa”, defendeu o parlamentar.

 

Reportagem recente da TV Record, mostrou que dois jovens americanos tiveram lesões graves na coluna, nestas lutas, e perderam os movimentos das pernas e braços.

 

Redação 24 Horas News

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário