16/04/2015 - Avião de MT é apreendido com 350 kg de droga no interior do Ceará; polícia diz que aeronave passou por Vila Rica

A Polícia Militar prendeu quatro suspeitos de tráfico de droga e apreendeu um avião que fazia o transporte do entorpecente no interior do Ceará, na noite desta terça-feira (14). No avião foram encontradas quatro malas com um total de 350 quilos de cocaína, segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Junto com os suspeitos foi apreendida também uma arma de fogo. A apreensão, segundo a polícia, ocorreu na zona rural de Canindé, a 120 quilômetros de Fortaleza. No momento da prisão, dois homens se preparavam para abastecer a aeronave para decolar, um avião monomotor modelo PP-FFU.

Os suspeitos foram encaminhados à Delegacia Regional de Canindé, onde irão responder por tráfico de droga, porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

Em Boa Viagem, a 220 quilômetros de Fortaleza, a Polícia Militar prendeu um homem que havia recebido drogas abastecidas também por um avião de pequeno porte na tarde desta terça-feira. Os policiais investigam se os casos estão relacionados.

O preso tem 29 anos de idade e portava 30 quilos de um material semelhante ao crack. Os policiais investigavam um suspeito de homicídio e flagraram o momento em que o avião decolou. 

Avião apreendido no Ceará fazia rota internacional do tráfico, diz polícia. Aparelho de localização do avião indicou voos em outros países.

Avião apreedido fazia rota internacional de tráfico de drogas (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

Avião apreedido fazia rota internacional de tráfico de drogas (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

O avião apreendido com 350 quilos de drogas na noite da terça-feira (14) na zona rural de Canindé,  a 120 km de Fortaleza, faz parte de uma rota internacional de tráfico de entorpecentes, de acordo com as investigações da polícia. Segundo o tenente-coronel Assis Azevedo, comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, o aparelho GPS encontrado na aeronave rastreou localizações entre outros países, como Bolívia, Argentina e Colômbia. “Pelos voos, tipo e quantidade de droga apreendida deve se tratar de uma rota internacional”, afirmou.

Em Canindé, quatro pessoas foram presas, o piloto, natural do Mato Grosso, dois agricultores contratados para vigiar a aeronave e um taxista que fuga do segundo homem que estava no avião. O caso passou a ser investigado pela Polícia Federal, que não quis dar declarações à imprensa. A quinta pessoa conseguiu fugir durante a perseguição da polícia ao táxi.

Além de a droga e do GPS, foram encontradas uma pistola, celulares, um mapa de navegação da Bolívia e do Paraguai e um plano de voo. Os entorpecentes estavam divididos em sete malas. “O piloto afirmou que não sabia qual era a carga e que a viagem seria para levar a pessoa que está foragida até Fortaleza”, disse o comandante da Polícia Militar.

De acordo com a polícia, o município de Crateús, a 350 km de Fortaleza, era o destino final da rota e ponto de distribuição para outras cidades do Ceará. Por causa da falta de combustível, o piloto teve de fazer um pouso em Canindé.

Boa Vigem
Antes de pousar em Canindé, o avião parou em outra cidade cearense, Boa Viagem, onde fez uma entrega de parte da droga a uma pessoa, que foi presa com uma mala de 30 kg de entorpecente. A partir dessa prisão, o avião e os possíveis locais de pouso foram monitorados. Uma hora e meia depois que aeronave pousou em Canindé para abastecer, o piloto foi preso por meio de denúncias de moradores de que havia uma pessoa à procura de combustível nos postos da cidade com roupa de piloto. O piloto da aeronave caminhava com uma mochila com  R$6.300 mil.

Os quatro suspeitos presos na operação em Canindé e o preso em Boa Viagem foram encaminhadas para delegacia da região e para a Polícia Federal, em Fortaleza. Os dois homens que vigiavam a aeronave prestaram depoimentos e já foram liberados.

Avião monotor que caiu seguia para pista clandestina (Foto: Polícia Civil / Divulgação)

Avião monotor que caiu seguia para pista clandestina (Foto: Polícia Civil / Divulgação)

Segundo o piloto, a aeronave partiu do Mato Grosso na segunda-feira (13). De acordo com a Polícia Militar do Ceará, a rota passou por cidades como Vila Rica, ainda em Mato Grosso, e Diamantina,  em Minas Gerais. Os policiais não quiseram dar mais informações sobre rota feita pela aeronave apreendida para não atrapalhar as investigações em outros estados.

De acordo com a polícia, a rota de tráfico de drogas era executada há algum tempo, mas foi intensificada no início deste ano. Para o comandante do 4° Batalhão de Polícia Militar do Ceará, a aeronave com drogas que caiu na divisa do Piauí  e do Ceará na madrugada do sábado (11) também deveria como destino final a cidade de Crateús. O avião que explodiu durante a queda, matando o piloto e  o passageiro carbonizados, tinha as mesmas características do monomotor  apreendido em Canindé. Nos destroços do acidentes, os policiais encontraram pacotes de drogas.

Aeroporto de Fortaleza
De acordo com a Polícia Federal, em 2014, 14 prisões foram realizadas no Aeroporto Pinto Martins, com 27 quilos de cocaína e 65 quilos de maconha apreendidos. Desse total, mais de 10kg estavam em voos internacionais da África e da Europa. Só em 2015, foram nove flagrantes de tráfico interestadual de drogas no Aeroporto Pinto Martins, sendo 16 pessoas presas e quatro menores apreendidos.

A rota Manaus-Fortaleza é a que mais preocupa a Polícia Federal. Em 2014, foram apreendidos só nessa rota 24kg de cocaína e 37 kg de skank, que é um tipo de maconha. O skank é originário da Venezuela, ingressa no Brasil pela Amazônia e de Manaus é enviado ao Ceará. Já a cocaína geralmente é produzida na Colômbia, Peru e Bolívia. Ela segue pelas várias rotas fluviais, até chegar ao Ceará.

 

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário