16/05/2011 - 22h:42 Audiência mobiliza sociedade no combate a pedofilia

Foi expressiva a participação de representantes da sociedade, autoridades políticas, representantes dos poderes, Judiciário e Executivo

 

A participação de representante da sociedade organizada, autoridades políticas e representantes dos poderes Judiciário e Executivo foi maciça durante audiência pública da Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (16.05), que discutiu Políticas Públicas para crianças e adolescentes. O evento, requerido pelo presidente da Casa de Leis, deputado José Riva, teve a presença do senador Magno Malta, presidente da CPI da Pedofilia.

Um dos depoimentos emocionantes foi da senhora Rosivete Maciel, que é mãe de uma vítima de pedofilia. Nervosa, ela contou na tribuna que as suas duas filhas foram abusadas há cinco anos pelo atual prefeito de Dom Aquino Eduardo Zeferino, que era casado com sua cunhada. Disse que outras cinco crianças foram também vítimas, sendo uma delas afilhada do agressor.

“É uma dor muito grande para quem é mãe, que cria seus filhos com cuidado e amor para vir alguém, geralmente dentro da sua própria casa, tirar a ingenuidade de nossos filhos. Graças a Deus que não chegaram ao ato sexual em si. Mas a própria insinuação do ato sexual, gera problemas nas escolas, no relacionamento das pessoas”, declarou Rosivete, afirmando que apenas depois que as vítimas trouxeram o caso a tona é que mudaram de atitude.  “É duro para um pai, uma mãe, mas eu quero que a sociedade mato-grossense tenha conhecimento disso. Hoje, podemos contar com AL”.

Na oportunidade, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva, chegou a propor que, para casos como esse, a pessoas seja afastada do cargo, quer seja vereador, deputado ou prefeito, entre outros. A fim de não utilizar do poder que tem para sair impune. Mesmo com as denúncias, o prefeito de Dom Aquino ainda permanece exercendo as funções administrativas como gestor do município. “As denúncias ainda não foram aceitas”, afirmou a mãe.

A audiência teve a presença ainda do senador da República em Mato Grosso, Jaime Campos, que parabenizou as ações da Sala da Mulher, sob comando de Janete Riva, em combate a pedofilia. A secretária de Trabalho, Emprego, Cidadania e Social, Roseli Barbosa prestigiou o evento. Já o deputado Walter Rabello propôs projeto para campanhas nas escolas, enquanto que o deputado Emanuel Pinheiro disse que o enfrentamento precisa da participação de toda sociedade organizada. O deputado federal Vaternir Pereira também marcou presença, juntamente com os deputados estaduais Hemínio J. Barreto, Ezequiel Fonseca e Luciane Bezerra.

Do Ministério Público Estadual, estiveram os promotores de Justiça, Paulo Prado, Lindinalva Rodrigues e Elisamara Portela. Pelo Tribunal de Justiça compareceu a desembargadora Maria Helena Póvoas, além de representantes da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), do Fórum Estadual de Defesa da Criança e do Adolescente, entre outras entidades. Profissionais liberais como psicólogas, educadores e assistentes sociais também contribuíram com o debate.

 

SANDRA COSTA
Assessoria da Presidência

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário