16/06/2016 - Presidente da Câmara de Canarana é preso acusado de estupro de vulnerável

16/06/2016 - Presidente da Câmara de Canarana é preso acusado de estupro de vulnerável

O presidente da Câmara Municipal de Canarana, vereador Francisco Cavalcante (Chico Redeiro - PSD), foi preso no início da noite desta quarta-feira, 15, em razão de Mandado de Prisão Preventiva no processo criminal que tramita nesta comarca e que apura o crime de Estupro de Vulnerável.

O Inquérito foi concluso pela Polícia Civil e remetido ao Judiciário. O Ministério Público representou pela prisão do político, que foi decretada na noite de ontem, terça-feira. Desde as primeiras horas de hoje, os investigadores da Polícia Civil de Canarana estiveram à procura do vereador. A prisão somente ocorreu no final da tarde no bairro Nova Canarana.

A Polícia Civil não deu mais detalhes sobre o processo que motivou a prisão. O que soubemos é que a vítima, trata-se da filha de Chico Redeiro. O vereador será levado para uma sala na Polícia Militar onde aguardará ser transferido pra o presídio de Santo António de Leverger-MT.

Da ascensão à prisão

Chico Redeiro, natural da Paraíba e de origem humilde, chegou a Canarana em 1.992 vendendo rede. Aqui se estabeleceu. Era casado, tinha filhos, frequentava a igreja e levava uma vida correta aos olhos da sociedade. Isso o levou a se eleger vereador em 2.008 com a segunda maior votação, 694 votos. Se reelegeu em 2.012 com 473 votos.

Mas o destino lhe reservou outras conquistas ainda maiores. Foi eleito presidente da Câmara Municipal no final de 2.014. Em 2015 assumiu a presidência e ainda no mês de janeiro, com o afastamento do prefeito Evaldo Diehl para tratamento de saúde, chegou ao posto de prefeito de Canarana por alguns dias.

Essa história de superação foi contada em diversas reportagens na imprensa local e estadual, de um paraibano vendedor de redes que se tornou prefeito de Canarana. Em entrevista na época ao J. O Pioneiro, Chico disse: “Político vive de oportunidades e as vezes elas surgem do nada. A oportunidade surgiu e eu aproveitei”.

Porém, começaram a surgir comentários na cidade de que o presidente da Câmara Municipal estava tendo práticas promíscuas. Em meados de 2015, circularam fotos de um homem nu acompanhado por prostitutas em que se dizia ser o vereador. O JOP enviou perguntas sobre os boatos, mas não obteve resposta do presidente.

Se isso era ou não verdade, não há como afirmar, mas certo mesmo é que o vereador não parecia mais ser a mesma pessoa, aquele homem lutador que chegou ao posto mais alto do município com dignidade. E essa trajetória culminou com uma acusação grave e obviamente com indícios fortes para levá-lo à prisão preventiva.

Não podemos fazer julgamentos antecipados, mas é uma história triste e será mais triste ainda se for confirmado que o estupro realmente aconteceu.

(Texto e fotos: Rafael Govari – JOP)



Chico recém eleito vereador em 2008

 

 

 

Rafael Govari – Jornal O Pioneiro

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário