16/09/2013 - Bancários aprovam greve por unanimidade durante assembleia

Cerca de 150 bancários marcaram presença na Assembleia Geral Extraordinária que deflagrou greve por tempo indeterminado a partir da próxima quinta-feira (19). Os trabalhadores rejeitaram a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) durante o ato desta quinta-feira (12) no auditório do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (SEEB-MT). Enquanto a categoria luta por reajuste de 11,9%, os bancos ofereceram 6.1%, abaixo da inflação. Para organizar a greve, haverá encontro de mobilização neste sábado com presença de representantes nacionais e regionais.

 

O Sindicato destaca que a greve é consequência da intransigência dos bancos que lucram bilhões por ano e insistem em não investir em segurança e mais contratações. “Nós estamos em negociação com os bancos desde julho, e após quatro rodadas recebemos esta proposta pífia. É uma vergonha a Fenaban se negar em investir em mais segurança e melhorias para a população. Vamos firmes e mobilizados em todo Brasil”.

 

O SEEB-MT conta com uma base estimada em 3.500 bancários em Mato Grosso. Além de mais segurança nos bancos e mais contratações, os trabalhadores reivindicam melhores condições de trabalho com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoece os bancários, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações, especialmente ao PL 4330 que libera geral e precariza as condições de trabalho, além da aprovação da Convenção 158 da OIT, que proíbe as dispensas imotivadas.

 

A luta também é por Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS): para todos os bancários, auxílio-educação: pagamento para graduação e pós, prevenção contra assaltos e sequestros, com fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários, igualdade de oportunidades para bancários e bancárias, com a contratação de pelo menos 20% de trabalhadores afro-descendentes, entre outros.

 

Mobilização

Para organizar a greve dos bancários, a categoria se reunirá neste sábado (14) no Auditório do SEEB-MT. O ato contará com a participação do presidente do Comando Nacional dos Bancários e presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Empresa de Crédito, Carlos Cordeiro, que é o principal representante dos bancários na mesa de negociação com os bancos.

 

Escrito por Marcela Brito

Comentários

Data: 18/09/2013

De: Rafaela de Almeida

Assunto: Greve dos bancários

De novo?????

Novo comentário