16/09/2013 - Cemat entrega obras de reforço no sistema do Araguaia

Obras incluem duplicação de linhão de 92 km e ampliação de subestação

Entrou em operação, nessa quarta-feira (11.09), uma nova linha de distribuição (LD) em alta tensão no município de Barra do Garças, que vai permitir o aumento de 25% da oferta de energia na região. É a obra mais importante para os municípios do Araguaia neste ano – e representou 52% dos recursos investidos pela Cemat para melhorar a qualidade da energia distribuída na região. A linha faz parte de um grande pacote de obras que a Cemat está concluindo em Mato Grosso.

 

“É o segundo circuito da linha 138 kV que liga a subestação (SE) de Barra do Peixe, que é da Eletronorte e fica em Ribeirãozinho, à nossa subestação em Barra do Garças”, afirma o diretor de Operações da Cemat, Joubert Meneguelli. De acordo com o executivo, a linha percorre 92 quilômetros.

O investimento total da Cemat na região é de R$ 20,8 milhões. “Além de construir a linha, ampliamos a subestação de Barra do Garças, duplicando a sua capacidade”, conta Meneguelli. A SE Barra do Garças possuía um transformador de 28 MVA e recebeu mais um, com potência de 30 MVA...>>>

 

 

De acordo com o gerente Regional da Cemat em Barra do Garças, Jorge Eduardo Nogueira, esse empreendimento beneficiará mais de 100 mil clientes da concessionária e uma população estimada de 250 mil habitantes no Araguaia. “Estamos aumentando a disponibilidade de energia e a confiabilidade do sistema para atender à demanda da região, que está em pleno crescimento e desenvolvimento econômico”, defende Jorge Eduardo.

O Araguaia, em Mato Grosso, tem apresentado grande crescimento da demanda de potência de energia elétrica nos últimos anos. Desde o fim de 2008, a demanda cresceu quase 79% - saltando de 57 megawatts (MW) para 102 MW (julho de 2013). Esse crescimento foi possível graças a diversos investimentos realizados na região.

 

Novo ponto de suprimento - Hoje, está em estudo na Empresa de Pesquisa Energética (EPE) – órgão do Ministério de Minas e Energia responsável pelos estudos e pesquisas destinados a subsidiar o planejamento do setor energético brasileiro, a construção de um novo ponto de suprimento, com novas subestações e linhas de transmissão (rede básica) que levem mais energia ao Araguaia.

 

Por se tratar de concessionária de distribuição estadual, a Cemat não pode atuar na transmissão de energia, ou seja, nas linhas acima de 138 kV – a chamada “rede básica”. A duplicação do circuito Barra do Peixe/Barra do Garças foi a alternativa encontrada pela Cemat, dentro da distribuição, para possibilitar o atendimento à demanda crescente do Araguaia. A obra dará ao sistema do Araguaia o alívio necessário para o desenvolvimento da região, enquanto se aguardam as obras de transmissão.

 

Escrito por assessoria  

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário