16/12/2014 - Chapas da AMM serão homologadas por comissão nesta 3ª e prefeito de São Félix do Araguaia concorre na chapa de Otaviano Pivetta

As chapas dos três candidatos à presidência da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM) para o biênio 2015/2016 serão analisadas para deferimento nesta terça (16), na sede da entidade. A avaliação será feita pela comissão eleitoral, que vai analisar se as chapas atendem aos requisitos exigidos pelo regimento que disciplina o processo eleitoral.

 

Os candidatos à presidência da AMM são os prefeitos de Nortelândia, Neurilan Fraga (PSD); de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT); e de Alto Paraguai, Adair Alves (PMDB). A eleição será realizada na próxima quinta (18), no auditório da AMM. A primeira chamada será às 9h e a segunda, às 9h30. O prazo para registro das candidaturas foi encerrado no último sábado (13), conforme determina o regimento que disciplina o processo eleitoral na AMM. De acordo com o documento, os candidatos devem registrar a chapa até cinco dias antes da eleição.

 

Ao todo, 18 prefeitos integram a diretoria e conselho fiscal, além do presidente de honra. O número de cada chapa corresponde à ordem de entrega e registro na AMM. O presidente da AMM, Chiquinho do Posto (PSD), disse que o comparecimento dos prefeitos é muito importante. “Estamos mobilizando os gestores para que participem deste importante momento da AMM, votando e posteriormente apoiando a nova diretoria nos próximos dois anos”.

 

Segundo o regimento, estão aptos a votar todos os associados em situação de regularidade junto à AMM. A posse da nova diretoria será realizada em fevereiro, quando a atual gestão encerrará o mandato de dois anos à frente da instituição.

 

A comissão eleitoral, que vai conduzir os trabalhos, é composta pelos prefeitos Carlos Roberto da Costa (Nossa Senhora do Livramento), Angelina Benedita Pereira (Planalto da Serra), Ilma Grisoste Barbosa (Sapezal), Nilson José Vigolo (Vera) e Divina Maria da Silva Oda (Pontal do Araguaia).

 

Propostas

Conforme as propostas de Neurilan, o diferencial da sua gestão, caso se consagre presidente, será fortalecer o departamento de projetos da entidade e buscará o fortalecimento dos consórcios. "Sabemos que está deficiente, mas não é fechando que vamos resolver. É preciso investir em profissionais capacitados e melhor remunerados com cobrança de metas".

 

Já o peemedebista Adair Alves assegura que dará atenção especial aos problemas fundiários registrados nos municípios e na cobrança dos repasses de recursos, em especial da saúde. "É preciso dar o apoio e assessorias técnico-jurídicas para aqueles que não têm condições de ter essa equipe".

 

Entre as propostas do pedetista Piveta está o enxugamento da AMM, a reforma do estatuto, sugerindo que os municípios contribuam conforme o número de habitantes e receita per capita assim como a criação do Índice do Desenvolvimento dos Municípios Mato-Grossenses (IDMT) para subsidiar as referências das diferenças regionais.

 

Além do entrosamento com o Conselho Nacional dos Municípios (CNM), Pivetta pretende estabelecer parceria com as universidades públicas e privadas para a elaboração de projetos e com o Governo, por meio de um programa denominado "Estado Único", envolvendo diretamente as secretarias de Planejamento, Saúde, Educação e Segurança.

 

O prefeito de São Félix do Araguaia José Antonio de Almeida (Baú), concorre como 1º tesoureiro na chapa de Otaviano Pivetta.

quadro_amm.jpg
Jacques Gosch