17/03/2012 - Polícia de MT concluiu inquérito de vendedor morto por engano em ação

 

Investigadores não tiveram a intenção de matar vendedor em MT, diz polícia.
Inquérito já foi encaminhado ao Fórum da Comarca de Várzea Grande.
 
A Polícia Civil de Mato Grosso concluiu as investigações da morte do vendedor Gilson Silvio Alves, 34 anos, e do desdobramento da ocorrência que resultou no ferimento do investigador de polícia Maxwel José Ferreira, 37, e na morte dos investigadores Edson Marques Leite, 47, e João Osni Guimarães, 62, em acidente de automóvel, na tarde do dia 23 de maio de 2011, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.
Os autos conclusos do inquérito policial instaurado no dia 24 de maio de 2011, pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), presidido pela delegada Sílvia Maria Pauluzi, foram encaminhados ao Fórum da Comarca de Várzea Grande, na tarde da última quinta-feira (15).
 
Conforme o inquérito policial, ficou comprovado que os policiais objetivavam apenas a prisão do vendedor, que teria sido confundido com um ladrão de carretas considerado foragido da Justiça. Em nove meses de investigações, segundo a polícia, foram realizadas 23 oitivas e laudos técnicos periciais e quebras de sigilo telefônico.
Segundo a polícia, o investigador Maxwell que sovreviveu a ação policial foi indiciado por homicídio. Ele teria participado dos fatos, desde a abordagem que culminou na morte do vendedor. Porém, nas investigações não há indícios de que Maxwell e Edson Leite mataram intencionalmente a vítima, quando a abordaram na lanchonete, do Posto 2006, na Rodovia dos Imigrantes em Várzea Grande.
 
Do G1 MT
 

Comentários

Data: 17/03/2012

De: EU

Assunto: A JUSTIÇA DO ALTO

E ASSIM QUE FONSIONA

Data: 17/03/2012

De: raimundo

Assunto: policia de mt

esta historia que foi por engano q matou o vendedor isto e historia de policia pq pra eles nao da nada nao tem q mata um pouco deste policias q se acha dono do mato grosso ok.

Novo comentário