17/04/2011 - 10h:59 BALANÇO Operações da Polícia Civil finalizam com 167 prisões no interior

Em dez dias de operações realizadas nas regiões Sul, Oeste  e Médio-Norte de Mato Grosso foram efetuadas 167 prisões, de um total de 90 ordens judiciais (busca e prisão, cumpridos pelas delegacias da Polícia Judiciária Civil do interior. Os suspeitos foram autuados na maioria por tráfico de drogas, roubo, furto, receptação. Outros estavam com mandados de prisão em abertos, decretados durante investigações. Também houve prisões por latrocínio, exploração sexual infanto-juvenil, homicídio e crime ambiental.
 
Na operação denominada “Fronteira”, iniciada no dia 6 de abril e finalizada na sexta-feira (15) passada, nas regionais de Cáceres, Pontes e Lacerda e Tangará da Serra, os policiais prenderam 80 pessoas, sendo lavrado 47 autos de prisão em flagrante, e apreenderam 4,3 quilos de drogas, 10 armas de fogo, 11 veículos, R$ 1.165 em dinheiro e vários produtos.
 
Na região Sul a operação das Regionais de Alto Araguaia e Rondonópolis levaram à prisão 87 pessoas, de 51 mandados cumpridos. Foram apreendidos mais de 23 quilos de drogas, 12 armas de fogo, 10 veículos, R$ 2,8 mil em dinheiro e produtos eletroeletrônicos. Dos presos 17 foram por tráfico e 22 foram autuados por roubo, furto, receptação e latrocínio.
 
Um das últimas prisões foi ocorreu em Tangará da Serra (239 km a Médio-Norte), na quinta-feira (14.04). Policiais do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC) cumpriram mandado de prisão contra os irmãos Newton Pereira Moreira, 36, ex-soldado da Policia Militar, e Wilton Gleisson Pereira Fernandes, 28. Os dois são suspeitos de integrarem uma quadrilha de roubos, latrocínios e arrombamentos de caixas eletrônicos na região. Wilton Gleisson é suspeitos de ter participado de um latrocínio (roubo seguido de morte) ocorrido no ano de 2006 no Posto das Bandeiras em Tangará da Serra. O vigia do estabelecimento foi morto.
 
Em poder dos irmãos, os policiais apreenderam 1 máquina fotográfica, roubada no início de abril durante assaltos a loja Novo Mundo de Tangará da Serra; um revólver calibre 38, com seis munições, além de outras 10 munições (9 calibre 380 e 1 calibre 32).
 
O delegado regional de Tangará da Serra, Aldo da Silva Costa, disse as investigações referente à quadrilha continuam para identificar e efetuar as prisões dos demais integrantes.
 
Uma das ações de destaque foi à desarticulação de quadrilha que atuava na falsificação de carteiras de habilitações em praticamente toda a região Sul, na operação “Contramão”. Cinco pessoas diretamente envolvidas nas fraudes foram presas nas investigações da Delegacia da Polícia Civil de Jaciara, sendo três donos de autoescolas, um de Cuiabá. O grupo vendia CNHs nas cidades de Jaciara, São Pedro da Cipa, Juscimeira, Dom Aquino, Campo Verde, Primavera do Leste, Paranatinga e Rondonópolis. As habilitações eram comercializadas sem o cumprimento das exigências legais, como frequência ao curso de formação de condutores e realização de testes de aptidão. O bando cobrava R$ 1,7 mil pela categoria AB, e R$ 2 mil pela categoria AD.
 
Em Rondonópolis (212 km ao Sul), Rafael Rodrigues Ladeia, Valdinei Francisco de Souza e Ariosvaldo Rodrigues Olazar, tiveram mandados de prisão temporária cumpridos nas investigações de um latrocínio (roubo seguido de morte). Os presos no dia 9 de janeiro de 2011, por volta das 15 horas, invadiram uma loja de conveniência “Pit Stop”, no bairro Jardim Adriana, em Rondonópolis. Com armas de fogo anunciaram o roubo, entraram em luta corporal com as vítimas e efetuaram tiros que atingiram Oscar Neves de Menezes, 74, proprietário da conveniência, que morreu no local. O filho da vítima, Gilmar Neto de Menezes, também foi atingido e socorrido no Hospital Regional da cidade.
 
O diretor de interior, Jales Batista da Silva, disse que as operações estavam planejadas deste o início do ano. “Serão realizadas operações integradas das delegacias das quatro regiões do Estado de Mato Grosso durante todo o ano”, afirma.
 
LUCIENE OLIVEIRA
Assessoria/PJC-MT