17/05/2016 - Riva volta ser ouvido sobre desvio de R$ 9 milhões

Na próxima sexta-feira (20), o ex-deputado estadual José Riva retorna ao Fórum de Cuiabá dar continuidade às revelações de como funcionava o esquema de desvio de dinheiro da Assembleia Legislativa envolvendo uma dívida de R$ 9,4 milhões que a Casa tinha junto ao Banco Bamerindus, hoje HSBC, resultado da contratação de seguros em nome dos servidores. O esquema foi investigado na Operação Ventríloquo deflagrada no dia 1º de julho de 2015 pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco).

No dia 15 de abril, Riva decidiu confessar sua participação no esquema, e pela primeira vez, em 2 décadas, assumiu em juízo, ter cobrado propina para desviar dinheiro público do Legislativo Estadual.

Na ação penal também são réus o advogado Júlio César Domingues Rodrigues, o ex-secretário geral da AL, Luiz Márcio Bastos Pommot, e o ex-procurador da Assembleia, Anderson Flávio de Godoi.

Conforme a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), o pagamento foi feito em valores acima do devido em razão de uma execução de dívida de seguros do HSBC. Parte foi destinada ao banco e outra parte desviada pelo advogado Joaquim Fábio Mielli Camargo, delator do esquema, e outra parte (45%) devolvida a José Riva e aos demais réus.

Riva chorou e confessou que participou do esquema de corrupção tendo recebido pelo menos R$ 700 mil em propina no caso dos pagamentos do valor que era devido ao banco. Ele se comprometeu a devolver o valor desviado também citou envolvimento da ex-deputada Luciana Bezerra (PSB) e dos deputados estaduais Romoaldo Júnior (PMDB), Mauro Savi (PSB), Gilmar Fabris (PSD) e Guilherme Maluf (PSDB).

Novas audiências foram remarcadas pela juíza Selma Rosane porque Riva pediu um prazo para levantar mais documentos e anotações que ele fazia bem como para realização de microfilmagens em documentos e cópias de cheques pagos para várias empresas e pessoas ligadas à Assembleia. Ele disse que pode auxiliar a magistrada a sanar dúvidas acerca da documentação. Dessa forma, uma nova audiência está marcada para a próxima sexta-feira às 13h30.

 

 

Welington Sabino, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário