17/06/2011 - 09h:45 Três vereadores e dona de emissora de TV são presos

 Três vereadores e a dona da TV Record em Sorriso (418 km de Cuiabá) foram presos no começo da manhã desta sexta-feira (17) durante a Operação Decoro, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), que cumpriu quatro mandados de prisões preventivas e três mandados de busca e apreensão 


Na operação foram presos o jornalista, vereador e ex -presidente da Câmara Municipal, Francisco das Chagas Abrantes (PR), a esposa dele, que é proprietária de da TV Record da cidade, Filomena Maria Alves do Nascimento Abrantes, e mais dois parlamentares: Gerson Luiz Frâncio (PSB) e Roseane Marques de Amorim. Eles são acusados pelo Ministério Público de formação de quadrilha e concussão contra o Executivo Municipal.

Segundo as investigações, o grupo é acusado de cobrar propina, nos valores que variam de R$ 50 mil a R$ 500 mil, do prefeito Chicão Bedin, do secretário de Indústria e Comércio, Santinho Augusto Salermo e do procurador do Município Zilton Mariano de Almeida. 

Os parlamentares ameaçavam reprovar as contas da prefeitura referente ao exercício de 2009 e ainda instaura uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar supostas irregularidades na destinação de verbas da administração municipal para a imprensa. 

Para pressionar o prefeito, os vereadores não aprovavam projetos de leis provenientes do Executivo e se usavam da emissora de TV, de propriedade de Filomena para denegrir a imagem do atual prefeito. Esta era mais uma estratégia usada pelo grupo para extorquir os administradores do Município. 

Um vídeo chegou a ser divulgado no youtube sobre uma conversa entre os vereadores Chagas e Gerson, conhecido como Jaburu, com o secretário de Indústria, no qual aparecem os parlamentares pedindo propina de R$ 100 mil, e depois R$ 400 mil para apoiar o prefeito. A gravação é anônima e foi postada no site em abril deste ano. 

A crise política em Sorriso já dura cerca de seis meses e, de acordo com o Ministério Público, a quadrilha era liderada por Chagas - presidente da Câmara em 2010 - que direcionava as ações e os votos dos demais integrantes do grupo criminoso. 

Já o vereador Gerson Frâncio, era responsável pela intermediação nas negociações entre os poderes. O caso foi revelado durante gravações onde Gerson aparece pedindo R$ 400 mil de propina em beneficio próprio. Já a vereadora Roseane exigiu um emprego para o namorado, conserto de seu veículo, e pagamento de R$3 mil mensais por tempo indeterminado, a título de “mensalinho”. 

Os denunciados Chagas Abrantes e Filomena foram flagrados exigindo o repasse de verba mensal entre R$ 8mil e R$10mil que seriam direcionados à emissora de televisão de propriedade do casal como espécie de venda da mídia da Prefeitura. O acordo consistia em que os programas de televisão parassem de fazer críticas que desabonassem a imagem política do prefeito. 

Em outra, conversa com os representantes do executivo, Chagas e Gerson determinaram que o Grupo Gaspar fosse beneficiado em um processo licitatório para realização dos trabalhos de urbanização às margens da BR-163, no Distrito de Primavera, pertencente ao município de Sorriso, cuja obra estava avaliada no valor de R$ 324mil. 

A transação envolveria o saldo economizado do duodécimo da Câmara Municipal que deveria ser devolvido para a Prefeitura, bem como a quitação de dívidas fiscais devidas pelo dono da construtora ao município de Sorriso. O MPE ressalta que a empresa estava impedida de participar de licitações por ter débitos no valor de R$ 126mil de IPTU com o município. 

O fato trouxe perplexidade na sociedade local, tanto é que foi encaminhado ao MP um abaixo assinado com cerca de 800 assinaturas de moradores da cidade pedindo providências em relação a atuação dos vereadores envolvidos no esquema fraudulento. 

No momento os presos estão sendo encaminhados para a sede da Polinter em Cuiabá onde permanecerão à disposição do juízo da vara do Crime Organizado.

Da Redação - Alline Marques


Fotos: MT Noticias
Vereador Chagas Abrantes sendo preso esta manhã pelo Gaeco em Sorriso


Assista ao video de cobrança de propina que vazou na Internet em abril:


 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário