17/07/2015 - PM é demitido por deixar mulher vestir sua farda durante festa

Um soldado da Polícia Militar foi demitido da corporação, após permitir que uma mulher vestisse a sua farda durante uma festa em que ele participava, no município de Nova Mutum (264 km ao Norte de Cuiabá). 

O ato de demissão foi publicado no Diário Oficial do Estado que circula nesta quinta-feira (16) e foi assinada pelo comandante-geral da PM, Zaqueu Barbosa.

De acordo com o documento, o caso ocorreu no dia 17 de fevereiro deste ano. O soldado retornava de Poconé (104 km ao Sul da Capital), onde realizava o policiamento do Carnaval da região, quando decidiu ir para uma festa na casa de um amigo. 

No local, o soldado teria deixado que a mulher usasse o seu uniforme. 

"Por volta das 00h, o Sd PM (...) deixou pessoas alheias a Polícia Militar utilizarem do fardamento da PMMT de forma indevida, ou seja, uma mulher que estava vestida com a  farda da PMMT e fazia insinuações que davam entendimento do indevido uso do uniforme institucional", diz trecho do ato de demissão. 

Algumas testemunhas disseram, em depoimento à Corregedoria da Polícia, que o soldado não havia autorizado que ninguém usasse a farda.

Já outras pessoas informaram, também em depoimento, que o PM permitiu que a mulher vestisse o uniforme, porém, alertou que não tirassem fotos, pois aquilo "poderia trazer complicações para ele".

O soldado havia entrado na corporação em novembro de 2014. 

A Corregedoria da PM considerou o caso como "falha grave" e decidiu pela demissão do policial. 

 

 

Thaiza Assunção 
Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário