17/08/2015 - Revitalização de casarões e praças custará R$ 3,3 milhões

A empresa Archaios Engenharia Consultoria Projeto Restauração Ltda. venceu o processo de licitação para realizar a revitalização de cinco praças e quatro casarões do Centro Histórico de Cuiabá.


O resultado da concorrência pública foi publicada no Diário Oficial de Contas de Mato Grosso que circulou na quinta-feira (13).


Os casarões que serão revitalizados são a Casa Barão (1º lote), a sede do Instituto de Música e Som de Cuiabá (Misc) (2º lote), a Casa Procon (3º lote) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (4º lote).


O orçamento total para a realização das obras nos quatro casarões é de R$ 2.432.850,30, divididos em quatro lotes: R$ 562.160,00 (1º lote); R$ 731.970,00 (2º lote); R$ 664.470,00 (3º lote); R$ 474.250,30 (4º lote).


Todo o processo será financiado com recursos municipais, segundo a Prefeitura de Cuiabá.

Praças

Além dos casarões, cinco praças do Centro Histórico serão revitalizadas pela Archaios Engenharia: Mandioca, Senhor dos Passos, Caetano de Albuquerque, Alberto Novis e a Escadaria do Beco Alto.


Segundo o Município, os valores das licitações das praças variam de acordo com cada local.

A obra da Praça da Mandioca está orçada em R$ 132.268,91; a revitalização do Senhor dos Passos, em R$ 153.213,70; a obra da Caetano de Albuquerque tem orçamento previsto de R$ 194.991,55; a obra da Alberto Novis custará R$ 206.882,63; e a repaginação da Escadaria do Beco Alto tem orçamento previsto de R$ 206.568,11.


O valor total disponibilizado para a revitalização de todas as praças é de R$ 893.924,90.

As praças serão contempladas com mudanças estratégicas, o paisagismo, renovação da iluminação, troca da parte elétrica, pavimentação, acessibilidade com a implantação de piso tático e rampas para portadores com necessidades especiais.


Pontos turísticos

Para o secretário adjunto de Cultura, Esporte e Turismo, Jefferson Preza, a revitalização dos casarões e das praças será uma grande oportunidade de transformar esses locais em pontos turísticos e é uma oportunidade para novos comércios.


A previsão é de que os projetos tenham início no próximo mês. De acordo com o secretário, todas as revitalizações já estão em fase de contratação.


“A duração desse processo deve demorar de 10 a 15 dias. Então, provavelmente, no começo de setembro começamos as obras”, afirmou.


O secretário ainda afirmou que os patrimônios nunca passaram por nenhum tipo de reforma. Segundo ele, foram feitas apenas limpezas e pinturas, durante a preparação da cidade para a Copa do Mundo.

“É a primeira vez que conseguimos recursos para a revitalização do Centro Histórico e isso vai gerar para as pessoas mais oportunidades de abrirem empresas e comércios e as praças serão mais movimentadas”, avaliou.

 

 

Jad Laranjeira 
Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário