17/08/2016 - Viatura da PJC de Vila Rica capota na BR 158, dois policiais ficam feridos e Delegado volta a denunciar descaso

17/08/2016 - Viatura da PJC de Vila Rica capota na BR 158, dois policiais ficam feridos e Delegado volta a denunciar descaso

O descaso do Governo do Estado de Mato Grosso com a segurança pública em Vila Rica tem gerado muitos problemas no município, colocando em risco diariamente a vida dos policiais civis da Delegacia do município. Mais um exemplo disso é o fato ocorrido na tarde de quinta-feira, 14 de julho, na rodovia BR 158.

 

Dois investigadores da Polícia Civil ficaram feridos após uma caminhonete da corporação capotar na BR 158 no município de Bom Jesus do Araguaia (350 km de Vila Rica), nesta. De acordo com informações, uma das vítimas está internada em estado grave.

 

Os dois policiais feridos faziam parte de uma equipe de 4 profissionais que estavam em duas viaturas e haviam levado presos para o presídio Major Zuzir Alves em Água Boa e se acidentaram no retorno da viagem. Ainda não se sabe o que poderia ter causado o acidente, mas as condições da via e a quantidade de poeira no local são apontadas como possíveis agravantes para que o motorista perdesse o controle do veículo, que capotou na BR no trecho sem asfalto nas proximidades da localidade conhecida como “Alô Brasil”.

 

Os policiais que estavam na outra viatura prestaram apoio às vítimas e acionaram uma equipe do Corpo de Bombeiros que esteve no local e encaminhou os dois investigadores até uma unidade médica da cidade de Ribeirão Cascalheira. Um dos policiais que teve ferimentos leves recebeu atendimento médico e já teve alta. O segundo policial Gustavo Almeida precisou ser encaminhado para um hospital de Água Boa onde se encontra internado devido a gravidade dos ferimentos. As causas do acidente estão sendo apuradas. 

 

Gustavo é investigador de Polícia e fez parte da última turma formada recentemente na Academia de Polícia Civil de Mato Grosso. Ele está lotado na Delegacia de Vila Rica há apenas uma semana.

 

Em entrevista ao site www.eldorado.fm e Rádio Eldorado FM nesta quinta-feira (14) o Delegado de Vila Rica Gutemberg de Lucena que por várias vezes denunciou a falta de estrutura e a situação desumana em que os presos ficam da Delegacia do município, mais uma vez cobrou providencias do Estado e ressaltou os prejuízos ocasionados após a interdição da Cadeia Pública. 

 

“Infelizmente mais um fato lamentável ocorre em uma situação que estamos a tempo alertando. Os prejuízos da falta dessa Cadeia Pública em Vila Rica já ultrapassaram o limite do razoável. Ou o Estado toma uma providência efetiva ou vamos permitir que o caos que eles desejam impere. Não vou zelar pela vida de bandido e colocar em risco a vida de policiais de bem. Não vamos mais suprir as obrigações estatais de outros órgãos. A vida do policial importa mais que qualquer coisa”, destacou o Delegado.

 

De acordo com Gutemberg, 10 presos se encontravam detidos nas celas da Delegacia e os 5 presos transferidos não têm familiares no município e nem comida recebiam na Delegacia devido às refeições não estarem sendo oferecidas pelo Estado. “Eu tinha encaminhado um oficio pra Sejudh pedindo a transferência e eles alegaram que não podiam realizar a transferência essa semana”, concluiu.

 

Situação Crítica

Desde o fechamento da Cadeia Pública de Vila Rica em 2013 os presos estão ficando provisoriamente na delegacia do município. O preso, que deveria ser encaminhado para um presídio em poucos dias, acaba ficando na delegacia por meses à espera de transferência em condições de higiene precárias e sem alimentação. As refeições às vezes são obtidas por meio de doações de comerciantes e donos de restaurantes.

 

Essa situação que já dura anos, apesar das várias cobranças feitas ao Governo do Estado, além de colocar em risco a vida dos policiais atrapalha as investigações e a solução dos crimes que ocorrem na cidade.

 

 

 

Vila Rica-MT

Eldorado Fm
 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário