17/09/2015 - Filho de Maggi recebeu cheques de delator de esquema

Quatro cheques totalizando R$ 19,1 mil depositados na conta de André Souza Maggi, filho do senador Blairo Maggi (PR), foram citados pelo presidente da CDL Cuiabá, o empresário João Batista Rosa, sócio proprietário do Grupo Tractor Partes, do depoimento prestado à Delegacia Fazendária (Defaz) que conduz as investigações da Operação Sodoma.

Os cheques, de João Batista Rosa, delator do esquema, foram emitidos no dia 25 de julho de 2013 pela Casa da Engrenagem Ltda, uma das empresas que integram o Grupo Tractor Parts. Rosa disse que pagou R$ 2,6 milhões ao ex-chefe da Casa Civil, Pedro Nadaf (PR), para manter o benefício de incentivos fiscais. do Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic).

Questionado pelos delegados que conduzem as investigações sobre os cheques, o empresário disse que nunca fez qualquer transação financeira com a família Maggi. André Maggi se dedica a atividades empresariais no setor de entretenimento.

Operação 

A Operação Sodoma foi deflagrada pelo Grupo Comitê Institucional de Recuperação de Ativos (Cira) para apurar crimes de corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro tendo como vítima o Estado. São investigadas irregularidades como pagamento de propina por parte de empresários para serem beneficiados com incentivos fiscais por meio do Prodeic.

A Juíza Selma Rosane Santos Arruda decretou a prisão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) que continua foragido e dos ex-secretários Pedro Nadaf (Casa Civil) e Marcel Souza de Cursi (Sefaz), ambos presos nesta terça-feira (15).

Outro lado A assessoria do senador enviou nota em nome de André Maggi. 

Confira a íntegra

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Referente às matérias veiculadas pela imprensa, nesta quarta-feira (16/09), sobre o recebimento de cheques pelo empresário André Maggi, o mesmo vem à público esclarecer:

1- As cópias dos cheques apreendidos na operação, depositados na conta de André Maggi, referem-se ao pagamento de uma parcela da venda de um terreno na Av. Beira Rio, feito à Matrix Sat Rastreamento de Veículos Ltda, com sede em Cuiabá, do qual André Maggi era um dos proprietários, juntamente com outras quatro pessoas.

2- Tão logo retorne de viagem, o empresario prestará todos os esclarecimentos necessários, tendo em vista, a operação comercial ter sido feita dentro dos parâmetros legais.

 

André de Souza Maggi

 

 

Redação do GD

Comentários

Data: 17/09/2015

De: Olhar vivo

Assunto: Baixo Maggi

Este Maggi o e fofarao e da o coupe e esconde a mão não passa um malandro invasor de terra agora fica aí falando que nao o sei de nada malandro,

Novo comentário