17/10/2016 - Pedro Taques consegue liberação de 1 milhão de dólares do BID para MT

O Governo de Mato Grosso obteve nesta semana aval do Ministério de Relações Exteriores para receber US$ 1 milhão do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) dos Estados Unidos (EUA).

A liberação é resultado de intensa articulação do governador Pedro Taques junto à instituição norte-americana. Em maio deste ano, o governador esteve nos EUA, onde cumpriu uma extensa agenda em Washington e Nova York na busca de recursos para Mato Grosso.

Os primeiros resultados desta missão começam a aparecer. Mato Grosso irá receber recursos externos, que serão destinados para dois importantes projetos de cooperação técnica, a serem firmados entre o Governo do Estado e o BID. O governo federal, por meio da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), enviou após análise técnica documentos que referendam os projetos apresentados pelo Estado.

Os projetos visam à capacitação de servidores estaduais para produzir estudos qualificados, que servirão como base para melhorar a infraestrutura de Mato Grosso, contribuir para estimular a competitividade turística do estado, reduzir os impactos ambientais em conformidade com as diretrizes do Acordo de Paris (COP 21), e também viabilizar estudos para futuras parcerias e concessões.

“Com essa autorização, o BID praticamente dá um selo de qualidade avalizando o nosso trabalho técnico, para que a gente possa desenvolver mais estudos, que no futuro irão resultar ainda em mais recursos internacionais – a fundo perdido - destinados para o desenvolvimento do Estado”, afirmou o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte.

A partir de agora, o BID começa a executar os procedimentos internos da instituição para que o Governo do Estado possa ter acesso aos recursos para os projetos o mais breve possível, segundo informação confirmada pelo diretor do banco Reinaldo Fioravanti.

Diagnóstico

Para a análise do Banco Interamericano, foi encaminhado um diagnóstico que confirma que o desenvolvimento do turismo e da preservação ambiental, que passam também pela necessária melhoria da infraestrutura do estado.

Isso porque o Estado de Mato Grosso, o terceiro maior do Brasil (com 900 mil km² de área), não possui infraestrutura condizente com seu potencial agrícola, turístico e ambiental.

Para se ter uma ideia, o Estado possui 32 mil km de rodovias. Deste total, 5.263 km são vias federais e 26.775 km são vias estaduais. Entre as vias estaduais, 6.445 km são pavimentadas e 20.330 km não possuem asfalto (estrada de chão).

Os projetos

A Diretora de Investimentos da MT Par, Maria Stella Lopes Okajima, explicou que o Governo de Mato Grosso foi escolhido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para liderar estes “projetos pilotos” no Brasil, diante da potencialidade do Estado e por ter demonstrado interesse em capacitação profissional.

“Estamos trabalhando para capacitar nossos servidores da MT Par e das demais secretarias envolvidas, para executar bons projetos de interesse público e assegurar parcerias/concessões, e para que tenhamos acesso aos recursos internacionais. Afinal, hoje existem recursos que não sao obtidos porque os estados brasileiros não possuem bons projetos estruturados. Vamos começar a mudar esta realidade em nosso Estado”, afirmou. 

 

 

Ericksen Vital | Sinfra-MT

Comentários

Data: 26/10/2016

De: Luis Gonzaga Dominges

Assunto: luisodomingues@hotmail.com

Alguém acredita que aqui na Terra ficamos ricos honestamente? Todos nós sabemos que não. Um dos principais escritores defensor do capitalismo neoliberal afirmava em sua mais importante obra: " Riqueza das Nações" que nesse sistema sócio econômico só ficariam ricos aqueles que fossem ambiciosos e egoístas. Portanto, você acredita ainda que os ricos acumularam riquezas nesta Terra honestamente? Se fosse por conhecimento somente os professores ficariam ricos, mas como todos observam cotidianamente é totalmente ao contrário. A maioria das pessoas que ficaram ricas ao longo de sua vida não tinham estudo.

Novo comentário