17/11/2012 - Homem morto em lagoa teria sido afogado por seguranças da fazenda de João Arcanjo

O homem encontrado boiando em uma das lagoas de piscicultura da Fazenda São João, que fica às margens da BR-364, entre Várzea Grande e Cuiabá, na manhã de sexta-feira (16), teria sido afogado pelos seguranças da propriedade, que pertence a João Arcanjo Ribeiro, acusado de comandar o crime organizado em Mato Grosso, desmantelado pela Operação Arca de Noé, em 2002.

O laudo do IML (Instituto Médico Legal) apontou que no pulmão da vítima havia areia, o que indicaria um afogamento provocado. “Tudo indica que ele tenha sido afogado pelos seguranças, já que o irmão da vítima disse que dois funcionários da fazenda efetuaram dois disparos enquanto eles estavam pescando”, explica o delegado da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa João Bosco. 

Segundo informação do irmão do homem afogado, na noite desta quinta-feira (15) eles entraram na fazenda para pescar, mas foram surpreendidos pelos funcionários. Ele disse para a polícia que conseguiu fugir, mas o irmão teria sido atingido. “O irmão contou que logo depois ainda ouviu o barulho de outros dois tiros”. 

As informações, segundo Bosco, são preliminares, e que os funcionários da propriedade vão ser ouvidos. “As investigações continuarão sendo feitas. Se ele foi afogado, alguém tem que ser o responsável”, frisa o delegado da DHPP. João Bosco ainda ressalta que nenhuma lesão de arma de fogo foi detectada no corpo do homem. 

Na fazenda São João, que está sub judice, quatro pessoas foram assassinadas em março de 2004 quando pescavam. Os assassinos também seriam funcionários.

 

Da Redação - Victor Cabral

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário