17/12/2015 - REEXIBIÇÃO DOS DOCUMENTÁRIOS VEREDAS DO ARAGUAIA E SERTÃO ARAGUAIA NO CINEMA DA UFMT, CAMPUS ARAGUIA – BARRA DO GARÇAS – MT

17/12/2015 - REEXIBIÇÃO DOS DOCUMENTÁRIOS VEREDAS DO ARAGUAIA E SERTÃO ARAGUAIA NO CINEMA DA UFMT, CAMPUS ARAGUIA – BARRA DO GARÇAS – MT

Foi exibido na noite desta sexta feira 11/12, na sala de cinema da UFMT, Campus Araguaia - Barra do Garças, dois documentários, sendo o primeiro a ser exibido foi o filme Veredas do Araguaia, que retrata as riquezas, cultura e fé do povo dessa região. O segundo filme a ser exibido foi Sertão Araguaia, que mostrou em cartaz a sabedoria universal do Rio Araguaia, revelando ao amigo violeiro histórias de suas margens, compondo o mosaico de riquezas e diversidades de faunas e floras em torno da Serra do Roncador.

 

Veredas do Araguaia, que também traz em cartaz histórias sobre suas riquezas naturais que alimenta os municípios que se formam ao longo de suas veredas. O filme Veredas do Araguaia conta histórias dos Missionários, Padres Salesianos, dos garimpos de minérios, dos índios Bororos e Xavantes, dos Expedicionários da Expedição Roncador Xingu, e por fim a emigração dos povos da Região Sul do Pais.

 

Os filmes foram produzidos pelo Núcleo de Produção Digital da UFMT, Campus Araguaia.Os protagonistas dos dois documentários contaram várias histórias, desde o Rio Araguaia, a fundação de Barra do Garças, Araguaiana, Registro,  e outras regiões, o documentário enfatizou o nome de um político que se destacou na região de Barra do Garças, Valdon Varjão, um grande intelectual que tinha uma grande preocupação com o desenvolvimento não apenas de Barra do Garças, mas também de todo o Estado de Mato Grosso.Os documentaristas falaram sobre a visita do presidente Getúlio Vargas a Barra do Garças, Marechal Cândido Mariano Rondon, sobre a implantação da linha telegráfica entre os estados de Mato Grosso e Goiás.

 

Os protagonistas do documentário são pessoas que viveram a realidade durante aqueles anos. Histórias sobre os irmãos Vilas Boas, que se juntaram aos demais sertanejos que eram compostos de pessoas de várias regiões do país, Maranhão, Pará, Minas Gerais, Goiás e outros estados brasileiros. Entre relatos de alguns pioneiros da Expedição Roncador Xingu, exibidos no documentário, o Sr. Luiz “pelego”, fala sobre a navegabilidade do Rio Araguaia naquela época, segundo o pioneiro, relata com indignação sobre Rio Araguaia, destacando que   a navegação do Rio Araguaia, nunca será como antes, pois a falta de consciência do ser humano tornou se o Rio impróprio para sua navegação.A exibição dos filmes contou com a presença de parentes de alguns   protagonistas, dentre elas as duas filhas do Valdon Varjão, Sra. Malba Varjão, Robson Lima filho do Sr. Luiz “pelego”, entre outros parentes de pioneiros   presentes.

 

 

 

 

Texto e Redação: Robson Lima


 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário