18/02/2015 - Choque de carretas deixa um motorista morto na BR-163

O carreteiro Robert  Almeida da Silva, de 41 anos, morreu numa colisão entre duas carretas, na madrugada desta quarta-feira (18), na BR 163, a cerca de 30 quilômetros da cidade de Jangada (70 km ao Norte de Cuiabá). 

A vítima dirigia uma carreta carregada com soja e seguia em direção a Várzea Grande. No acidente, houve choque com outra carreta, que trafegava em sentido contrário. 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o acidente ocorreu por volta das 2 horas.

A assessoria da concessionária Rota do Oeste informou que houve uma colisão transversal, o motorista da carreta vazia perdeu controle em uma curva, o veículo fez um "L" e colidiu com carreta que estava com a carga de soja, e seguia no sentido oposto. 

No choque, a carreta carregada tombou na pista e o motorista morreu no local. O outro motorista escapou ileso. 

A Rota do Oeste encaminhou três ambulâncias, dois guinchos e veículos de inspeção para atender a ocorrência e fazer a sinalização do local.

Segundo os policiais, chovia no momento do acidente. Por causa da colisão, o trânsito ficou interrompido para o trabalho dos peritos do Instituto de Criminalística responsáveis pelo laudo de local. 

Os policiais acrescentaram que o motorista residia em Tangará da Serra (247 km a Noroeste da Capital). A empresa onde ele trabalhava já se encarregou de informar os familiares.

Acidentes fatais

Com esse, são dois os mortos durante o período de Carnaval, em acidentes nas rodovias federais em Mato Grosso. 

Na terça-feira (17), de madrugada, o motociclista Wendes Ferreira dreitas, de 21 anos, morreu após colidir a moto Yamaha que pilotava numa carreta Scania. 

O acidente ocorreu na BR 158 próximo de Ribeirão Cascalheira (750 km a Nordeste). A pancada foi tão violenta que o jovem morreu no local.

Segundo policiais rodoviários federais, o motorista da carreta, de 41 anos, escapou ileso. 

Ele seguia de Colina (TO) em direção à Vila Rica (1,020 km a Nordeste), na fronteira com o Pará.

Aos policiais, disse que não teve como evitar o acidente, pois a moto invadiu a pista contrária, somente ouvindo o barulho da colisão.

Após o acidente, ele parou a carreta e aguardou a chegada dos policiais.

 

 

Adilson Rosa 
Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário