18/03/2016 - Presidente da Famato mobiliza parlamentares e entidades por impeachment

18/03/2016 - Presidente da Famato mobiliza parlamentares e entidades por impeachment

O presidente do Sistema Famato/Senar, Rui prado, está mobilizando representantes de diversos setores da economia de Mato Grosso, deputados estaduais e membros da Bancada Federal do Estado para realizar um ato em favor ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. A ação, prevista para a próxima segunda-feira (21/03), às 16 horas, na sede do Sistema Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), já tem a adesão das principais entidades representativas do agronegócio do Estado, além da Federação de Trabalhadores da Agricultura e Pecuária (Fetagri) e de produtores rurais de todas as regiões.
 
Na manhã desta quinta-feira, Prado conversou com o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, o deputado Guilherme Maluf (PSDB), e os deputados José Domingos (PSD) e Ondanir Bortolini, o Nininho (PR), que devotaram apoio ao ato e planejam realizar algo específico na Casa Legislativa. O senador por Mato Grosso José Medeiros (sem partido) também já declarou adesão ao ato.
 
“Já temos a mobilização das principais entidades de Mato Grosso, todas indignadas com os rumos que a desorientação política está dando ao país. O Brasil precisa sair dessa crise política, mas com dignidade, com transparência, com comprometimento. Já a nomeação de um ex-presidente que está envolvido em investigações diversas de corrupção para ser ministro da Casa Civil é um desrespeito ao povo brasileiro. Não podemos deixar isso como está, temos que nos mobilizar fortemente”, argumentou o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato).
 
Prado solicitou a presença dos 89 presidentes de sindicatos rurais do Estado, todos representados pela entidade, e confirmou a adesão das federações da Indústria (Fiemt) e do Comércio (Fecomércio), das associações de produtores de Algodão (Ampa), de Soja e Milho (Aprosoja), de Sementes (Aprosmat) e dos Criadores (Acrimat). “Estaremos juntos nesse ato e também pensaremos algo para que os deputados possam se mobilizar ao longo da próxima semana”, declarou o presidente da Assembleia.  
 
A indignação com a nomeação do ex-presidente Lula ao Ministério da Casa Civil é a mola propulsora do ato. “O povo brasileiro não deve aceitar uma situação como essa, não é neste caminho que vai haver a retomada da credibilidade política e o crescimento da economia do país. É uma direção contrária ao que as pessoas esperam neste momento. Se a presidente pensasse, ela tinha que renunciar, ou que, pelo menos, se apoderar de pessoas com conhecimento técnico para resolver os problemas do país. Não de políticos já com problemas”, reforçou Prado.
 
Na semana em que ocorreu a maior manifestação popular contra a corrupção no país, a Famato tornou público um vídeo gravado pelo presidente e divulgou uma nota sobre o posicionamento oficial da entidade favorável ao processo de impeachment da presidente Dilma Roussef. Procedimentos semelhantes estão sendo tomados pelas organizações representantes de produtores rurais nacionais e da Bancada Ruralista, como a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA) e a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).
 
O ato pró-impeachment acontece no auditório do Senar-MT. Todas as instituições da sociedade civil organizada que comungam do mesmo sentimento também estão convidadas a comparecer.

 

 

 

Assessoria Famato

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário