18/05/2016 - Manifestantes protestam contra governo Temer em São Paulo

18/05/2016 - Manifestantes protestam contra governo Temer em São Paulo

Manifestantes protestaram contra o presidente interino Michel Temer, nesta terça-feira (17), em São Paulo. A manifestação foi convocada pelas redes sociais e contou com a participação de movimentos sociais como a UNE (União Nacional dos Estudantes), o Levante Popular, a UJS (União da Juventude Socialista) e a UBM (União Brasileira de Mulheres), entre outros.

 

Os manifestantes fecharam o trânsito da avenida Paulista no sentido Consolação por volta das 18h15. Pouco mais de duas horas depois chegaram à Funarte, na alameda Nothmann, em Campos Elíseos (região central), onde artistas protestam contra o fechamento do Ministério da Cultura.

 

Organizadores falam em 8.000 pessoas no protesto. A Polícia Militar não divulgou estimativa final –às 19h eram cerca de 1.000 pessoas, segundo a corporação.

Na linha de frente, uma bateria da Marcha Mundial das Mulheres puxou cantos contra Temer, a quem chamavam de "traidor", e palavras em favor da presidente afastada Dilma Rousseff.

 

Os militantes carregavam bandeiras e faixas com imagem do rosto de Dilma e mensagens contra o "golpe".

 

"As mulheres, a juventude, o povo brasileiro se levantam contra o golpe no país", disse a coordenadora da Juventude da UBM, Maria das Neves.

 

"Não aceitaremos um governo ilegítimo, que não respeita os anseios das mulheres, da população negra e LGBT", afirmou Maria, lembrando que esta terça marca o Dia Nacional de Combate à Homofobia. "Não aceitaremos que o Brasil volte ao passado."

 

Para Leonardo Lima, secretário geral da UnaLGBT (União Nacional LGBT) e membro da UJS (União da Juventude Socialista), o governo Temer pode representar um retrocesso à causa gay.

 

"Nos últimos anos a gente teve conquistas que não teve em 500 anos, como o Comitê de Cultura LGBT do MinC. E hoje nem MinC existe mais", afirmou. "A luta LGBT é também pela democracia".

 

Dentro da Funarte, onde os manifestantes se juntaram aos artistas que ocupavam o local, o público decidiu, em assembleia, marcar outro protesto contra o governo Temer para esta quinta-feira (19), às 17h, com concentração no Masp. Há também outra manifestação marcada para domingo (22), na zona oeste da capital paulista, organizada pela Frente Povo Sem Medo. 

 

 

 

Thiago Amâncio
De São Paulo

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário