18/06/2014 - Brasil empata com México em 0 a 0 no Castelão

O Brasil empatou com o México, nesta terça-feira, por 0 a 0 em partida disputada na Arena Castelão (em Fortaleza). Com público superior a 60 mil pagantes, a seleção brasileira ficou presa na marcação mexicana e até passou alguns sustos nos contra-ataques. O destaque da partida foi o goleiro mexicano Ochoa que fez pelo menos quatro defesas difíceis. Na próxima rodada, na terça-feira (dia 23), a seleção vai a Brasília para jogar contra Camarões, enquanto o México fecha sua participação na primeira fase contra Croácia, no Recife.

 

O jogo -  O Brasil teve dificuldades desde o início para entrar na defesa mexicana. O México parava o Brasil com marcação forte. Em 30 segundos de jogo, já havia cometido duas faltas. A primeira chance real de gol aconteceu aos 23 minutos com um chute forte de Herrera de longe. Julio Cesar tocou na bola, mas o juiz não deu escanteio. O jogo se apresentava diferente do primeiro, contra a Croácia. Mas, o Brasil respondeu no lance seguinte, quando  Daniel Alves cruzou para cabeceada de Neymar. Ochoa fez uma incrível defesa junto à trave direita.

 

Depois de uma lance real para cada lado, a partida continuava amarrada. Neymar e Oscar eram perseguidos de perto e  tinham poucas chances, que surgiam, normalmente, de roubadas de bola no meio de campo. Foi o que aconteceu quando o Brasil perdeu a posse no meio e Vázquez recebeu na entrada da área. Ele chutou colocado e a bola passou muito perto.

 

Outra situação era em cobranças de falta com bolas alçadas na área. Nessa situação, a melhor chance foi para o Brasil, aos 43 minutos, com uma jogada em que todos os zagueiros foram para a área.  Neymar bateu a falta, David Luiz ajeitou para Paulinho, que chutou para mais uma defesa de Ochoa.

 

Foi a última boa chance do primeiro tempo. “O resultado é justo. O time mexicano tem bastante qualidade e o Brasil não teve qualidade para fazer o gol”, comentou Waldir Luiz, das rádios EBC.

 

No segundo tempo, o jogo voltou com as mesmas características da etapa inicial. Marcação forte e poucas chances reais de gol. O Brasil não conseguia trocar passes seguidos e insistia em bolas alçadas. O México se aproveitou e passou a ter as melhores oportunidades, com chutes de fora da área, que passavam com perigo no gol de Julio Cesar. Pelo Quem criava mais dor de cabeça para a zaga brasileira era o trio formado por Vázquez, Aguilar e Peralta, que, depois seria substituído por Chicharito Hernandes

 

A entrada do atacante criaria outros problemas que, aos 32, quase saiu na cara do gol, mas foi derrubado por Thiago Silva, que levou amarelo. Pelo Brasil, Neymar, que não fazia uma grande partida, era cercado o tempo inteiro por Herrera, e depois por Fabian. O craque brasileiro conseguiu aos 28 um bom lance, mas Ochoa salvou novamente.

 

No final da partida, o Brasil tentou pressionar e fazer o que não conseguiu o jogo inteiro. Quase abriu o placar quando em falta batida na área, Thiago Silva cabeceou na pequena área, Ochôa fez defesa impressionante e garantiu o resultado. 

 

Luiz Claudio Ferreira

Comentários

Data: 18/06/2014

De: MORADO

Assunto: PRAIA

noticia na hora do fato. TEMPORADA DE PRAIA ( Paula Fernades , Leonardo .Edi Brito & Samuel ) 3 show nacional

Data: 18/06/2014

De: rindo a toa

Assunto: praia

tao falando por ai que esse ano nao vai ter praia nao, porque a prefeitura ta quebrada kkkk

Data: 18/06/2014

De: jose rezende

Assunto: jura ?

Tá brincando ??? Não diga ? Foi mesmo ?
Ainda bem que esse site publicou isso, quase 24 horas depois....quase ninguem ficou sabendo !!!!!

Novo comentário