18/06/2014 - Maradona afirma que foi barrado no Maracanã: "Não me deixaram entrar"

Acompanhado do filho, Diego Fernando, Maradona precisou assistir ao segundo tempo de Argentina x Bósnia pela televisão do hotel em que estava hospedado, no Rio de Janeiro. O ídolo da torcida argentina diz que teve problemas com a organização da Copa do Mundo e foi barrado no Maracanã. Após ser impedido de entrar no estádio, o ex-jogador criticou os responsáveis pelo Mundial.

- Não me deixaram entrar de jeito nenhum. Apresentamos as credenciais e não nos deixaram entrar. Uma coisa é não poder, e outra coisa é não deixar. Quando agem com boa fé, te deixam entrar. Quando há má fé, te mandam esquecer e voltar ao hotel, como fizeram com a gente - desabafou Maradona, em entrevista ao canal argentino TyC Sports.

Maradona tinha uma credencial de imprensa por causa de seu trabalho no programa "De Zurda", que é produzido pela emissora venezuelana Telesur e transmitido por um canal de televisão público na Argentina. No programa, o ex-jogador comenta a Copa do Mundo ao lado do locutor uruguaio Víctor Hugo. Maradona diz que tentará assistir às outras partidas da seleção argentina, e espera que o problema com sua credencial seja resolvido o quanto antes. 

De acordo com a Fifa, não houve nenhum registro do caso relatado por Maradona. A entidade supõe que o argentino tenha tentado entrar no estádio por uma porta errada, já que sua credencial só dá o direito de ingressar pelo acesso dos profisionais de mídia. Com relação a Dieguito ter ou não ingressos para o jogo, a Fifa não soube informar.

Outra possibilidade é a de que o ex-craque tenha procurado a entrada correta, mas tenha sido barrado por estar com o filho, que obviamente não é um funcionário de imprensa.

Maradona critica desempenho da Argentina

A torcida argentina não economizou na comemoração pela vitória de Messi e cia. contra a Bósnia, mas Maradona não ficou muito entusiasmado com a estreia da seleção. Protagoniza da campanha vitoriosa na Copa de 1986, no México, o ex-camisa 10 da Albiceleste está pessimista quanto às chances do aguardado tricampeonato mundial finalmente sair este ano.

- Os jogadores surgem na Argentina, mas crescem no futebol europeu. Então, creio que ainda vai levar muito tempo para vermos a Argentina campeã novamente. A Argentina, pelo que demonstrou, não será campeã do mundo este ano. Gostaria de dizer que vamos ganhar o título. Que temos potencial, temos. Mas potencial para isso o Brasil, a Alemanha ou a Holanda também têm - afirmou o ídolo argentino.

Assim como a maioria de seus compatriotas, Maradona deposita as esperanças de uma boa campanha da Argentina no craque Messi, seu sucessor na camisa 10 e no posto de capitão da seleção. Mas o ex-jogador lembra que o maior astro da atual geração do futebol argentino não pode carregar a responsabilidade de conquistar o título sozinho.

- Tomara que Messi nos ajude a chegar longe. Mas não podemos exigir que ele faça tudo, finalizações, faltas, escanteios, que ganhe sozinho contra o adversário - opinou Maradona. 

 

 

Escrito por GloboEsporte.

Comentários

Data: 18/06/2014

De: jose rezende

Assunto: Hein ?

Legal essa noticia também....bem atual....Vai fazer um semana !
Tem gente que ainda não percebeu que estamos no mundo da internet...
Se colocar a Vanessa pra tomar conta de uma tartaruga, a tartaruga é capaz de conseguir fugir.....
Internet é tempo real minha querida !!!!!

Novo comentário