18/08/2015 - Empresários se reúnem com Taques e pedem investimentos

 

Empresários do município de Sorriso (393 km ao Norte) se reuniram com o governador Pedro Taques, no Palácio Paiaguás, e pediram investimentos nas áreas de segurança pública, saúde e educação.

 

Outro pedido foi por fazer gestão junto ao governo federal para acabar com a restrição do tráfego de caminhões no período do carnaval, que coincide com o período do escoamento da colheita de soja e plantio do milho safrinha. Eles também estiveram reunidos no período da manhã com o vice-governador Carlos Fávaro e com o secretário de Estado de Educação, Permínio Pinto.

 

O grupo solicitou o envio de 30 soldados, reforma e readequação do Centro de Ressocialização, mais dois delegados para a cidade, construção e estruturação de uma nova Ciretran, além do aumento do efetivo do Corpo de Bombeiros. "Algumas empresas estão deixando de se instalar por falta de alvará e a demora na aprovação dos projetos de prevenção a incêndio", argumentou o advogado Estevam Calvo.

 

Na área da Educação foi solicitada a reforma da Escola Estadual Inácio Schevinski, demolição e reconstrução da escola Arão Gomes Bezerra, construção de uma escola de tempo integral e implantação do núcleo da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat).

 

Outra demanda foi a melhoria no sistema de telefonia celular nos distritos de Boa Esperança e Primaverinha, além do asfaltamento dos loteamentos industriais dos bairros Nova Prata e Leonel Bedin, como forma de gerar receitas e empregos para o município e o Estado. Na área da saúde, a reivindicação foi para o Hospital Regional de Sorriso como ampliação e reforma do centro cirúrgico, construção de centro obstétrico, entre outras intervenções estruturais.

 

Quanto às estradas, ofício assinado pelo delegado sindical do Sindicato Nacional do Comércio Transportador, Revendedor, Retalhista de Combustíveis (SINDTRR), Paulo Cesar Rodrigues, questiona a restrição no tráfego na BR-163 no período de carnaval. Está é a época da colheita e no período de chuvas e os agricultores precisam aproveitar os intervalos de estiagem para.

 

O ofício ainda solicita melhorar no anel viário de Cuiabá, já que o tempo médio para percorrer 28 km da Rodovia dos Imigrantes é de três horas, devido ao excesso de quebra-molas.

 

O governador Pedro Taques disse que vai analisar as demandas apresentada pelos empresários e encaminhar os pedidos para os secretários de Estado responsáveis. Em relação ao efetivo de policiais, Taques adiantou que o município receberá mais investimentos no setor, mas que não será possível encaminhar o número de policiais solicitados pela necessidade de atender os demais municípios.

 

Em relação à saúde, Taques disse que o Hospital Regional de Sorriso será gerido pelo Consórcio Intermunicipal Teles Pires, formado pelas prefeituras da região, e não mais por uma Organização Social de Saúde (OSS). "Quanto a melhoria na rede de telefonia, estamos agendando reunião com as concessionárias para fazer cobrança de investimentos nos distritos de Mato Grosso".

 

A secretária-adjunta de Relações Políticas da Casa Civil, Paolla Reis, também participou da reunião e vai encaminhar as demais demandas aos secretários de estado. O empresário Ari Lafin disse que saiu satisfeito com a reunião. "Somos cobrados por sermos lideranças políticas na nossa cidade e depois de sete meses, acho que é chegada a hora de buscarmos o Governo do Estado e sermos os mensageiros da nossa cidade e fazer reivindicações verdadeiras, baseadas em estudos técnicos, pois buscamos ouvir a sociedade de Sorriso.

 

 

Redação 24 Horas News

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário