18/09/2015 - Ex-assessor de Silval Barbosa recebeu R$ 25 mil de factoring

18/09/2015 - Ex-assessor de Silval Barbosa recebeu R$ 25 mil de factoring

Acusado de ter se beneficiado do suposto esquema de corrupção investigado pela Operação Sodoma, Silvio Cezar Correa Araújo, ex-chefe de gabinete do então governador Silval Barbosa (PMDB), prestou depoimento na manhã desta quinta-feira (17), na Delegacia Fazendária, em Cuiabá.

Sua defesa disse que ele preferiu se manter calado, durante a maior parte do interrogatório.

Os autos da operação indicam que Sílvio Araújo recebeu, no dia 22 de março deste 2013, R$ 25 mil, por meio TED (transferência eletrônica disponível), feita pela factoring FMC Recuperação de Crédito Ltda., pertencente a Frederico Muller Coutinho. 

Segundo o empresário João Batista Rosa, delator e sócio da Tractor Parts, empresa que pagou R$ 2,6 milhões em propinas para o esquema de corrupção, o cheque foi repassado a Sílvio a mando do ex-procurador do Estado Francisco Gomes de Andrade Lima Filho, o Chico Lima.

Parte do dinheiro obtido no suposto esquema, segundo as investigações do Ministério Público Estadual (MPE) e da Polícia Civil, foi "lavado" por Chico Lima.

As investigações revelam que o dinheiro saía da factoring e era pulverizado a várias pessoas. O ex-assessor de Silval foi um dos beneficiados, segundo a operação.

Ele foi condenado a usar tornozeleira eletrônica pela juíza Selma Arruda, da Vara de Combate ao Crime Organizado da Capital.

Preso em agosto

Em agosto passado, Sílvio Araújo foi um dos presos durante a deflagração da Operação Ouro de Tolo, que investiga desvios da ordem de R$ 2,8 milhões da Setas (Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social).

Na ocasião, a ex-primeira-dama Roseli Barbosa também foi detida. Eles foram colocados em liberdade, seis dias depois, por uma liminar do Superior Tribunal de Justiça.

 

 

Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário