18/10/2016 - Wilson recebe Perillo às vésperas de ato com Aécio e tenta trazer FHC para “virada”

18/10/2016 - Wilson recebe Perillo às vésperas de ato com Aécio e tenta trazer FHC para “virada”

O candidato a prefeito de Cuiabá Wilson Santos (PSDB) tem como parte da estratégia para vencer de virada a eleição do segundo turno em Cuiabá mostrar para a população cuiabana a força de seu partido. Além de usar a figura do governador Pedro Taques (PSDB), quer engajar grandes figuras tucanas de nível nacional em torno de seu nome. Na quinta-feira (20) realizará ato com o senador Aécio Neves. Hoje, recebeu o governador de Goiás, Marconi Perillo, e tenta confirmar agenda com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para a próxima semana.
 
Em entrevista concedida para a imprensa de Cuiabá, o governador do estado vizinho declarou que a campanha tucana na capital de MT é acompanhada pelos seus correligionários em todo o país e aposta na vitória. “Ela [vitória] não seria, ela será. Ela vai acontecer. o Wilson está virando, vai virar e vai ser de novo um grande prefeito e essa vitória dele vai ser muito comemorada pelo PSDB no Brasil inteiro”, garantiu.
 
Bem humorado, Wilson disse que à exemplo de disputas anteriores, espera ter uma arrancada a partir da visita de Perillo. “O governador Marconi, ele vem sempre em Cuiabá e eu estou atrás nas pesquisas, e ele é pé quente. Toda vez que ele vem, a gente vira”.
 
Segundo colocado nas pesquisas de intenção de voto, Wilson explicou como pretende ganhar. “Um conjunto de ações: manter, intensificar a presença na rua, o corpo a corpo, se sair bem nos debates e nos programas de TV e rádio deixar clara a nossa proposta para a cidade. Candidato mais experiente, tem a melhor proposta, tem os melhores parceiros, maduro, não vai vender lote na lua, vai fazer essa travessia com segurança. Então esse conjunto de ações vai nos levar a essa virada”.
 
Parte desta estratégia é mostrar relevância local e nacional. “A importância [da vinda de Perillo] é mostrar a Cuiabá que nós temos parceiros importantes em nível regional e em nível nacional. Eu fui deputado federal em seis anos, conheço os caminhos em Brasília, tenho parceiros como o governador Marconi Perillo, Geraldo Alkckmin, Beto Richa, então o PSDB é um partido que tem quadros”, afirmou.
 
“Nós todo os dias apresentamos apoios importantes. Apresentamos o João Doria, o Geraldo Alckmin, agora o Marconi Perillo está aqui pessoalmente. Vai para a TV, vai para o rádio. Fernando Henrique talvez venha para Cuiabá semana que vem. Então é um partido de quadros e de serviços prestados. Não é uma aventura. Nossa candidatura tem respaldo, nossa candidatura foi calçada por gente que foi testada e aprovada”.

 

 

 

Da Redação - Lucas Bólico/ Da Reportagem Local - Jardel P. Arruda

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário