18/11/2013 - Em 2013, senadores por MT gastam R$ 539 mil com verba indenizatória

 

  O senador Pedro Taques (PDT) foi o que mais utilizou a verba indenizatória entre os três integrantes da bancada de Mato Grosso no Senado. Desde o início do ano até 14 do mês passado, o pedetista gastou mais de R$ 189,3 mil em despesas como luz, telefone e passagens áreas. Já o senador Jayme Campos (DEM), que ocupa a segunda colocação, gastou cerca de R$ 180,7 mil.

 

  As despesas de Jayme são inferiores porque ele se licenciou em setembro. É substituído por Osvaldo Sobrinho (PTB) que, em duas semanas, utilizou R$ 5,8 mil. Blairo Maggi (PR), por sua vez, é o senador que menos utiliza o benefício. O republicano gastou R$ 163,8 mil. Juntos, os senadores mato-grossense tiveram despesas de R$ 539,8 mil até agora.

   Cada senador, desde junho de 2011, tem direito a R$ 21 mil mensais. O aumento do auxílio foi instituído após o benefício, que era de R$ 15 mil, ter sido unificado com a verba de transporte aéreo, passando a constituir a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar dos Senadores (CEAPS).

Tarso Nunes

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário