18/11/2013 - Riva diz que se aposenta e aposta na vitória da aliança

Se preparando para a aposentadoria em 2014 quando encerra seu mandato de deputado estadual, o presidente do PSD, José Geraldo Rival disse acreditar na vitória do grupo que dá sustentação ao governo Silval Barbosa. Ressalta que o oposição é fraca e diz que vai continuar ajudando Mato Grosso de outras maneiras. Cita ainda que vai deixar a política, mas a família Riva estará presente na Assembleia Legislativa ou com sua filha Janaina ou com sua esposa Janeth Riva, atualmente secretária de Cultura do Estado.  

 

O deputado José Geraldo Riva voltou a afirmar que a decisão em deixar a política é irrevogável. “Já cumpri o meu papel como parlamentar. É hora de dar a vaga a gente nova. Não vou disputar nenhum cargo político, mas estarei ajudando Mato Grosso de uma outra maneira”, diz.  

 

Ao falar de política, José Geraldo Riva afirma não ter dúvidas de que o grupo de sustentação ao governo Silval Barbosa será o vencedor nas eleições de 2014. Segundo ele o governador será eleito senador e para o governo do Estado o grupo conta com nomes fortes como o do senador Blairo Mggi (PR), Eraí Maggi (PP), Lúdio Cabral (PT) e o juiz federal Julier Sebastião da Silva, ainda sem partido. “São todos nomes que não podem ser desprezados e que contam com a força da aliança. Com o grupo unido a oposição não terá vez”, anuncia. “Pode vir Pedro Taques, qualquer um, não vence”, completa  

 

Com relação ao PSD, Riva confirma que seu partido vai se empenhar muito mais nas eleições proporcionais. “Não vamos lançar ninguém para o governo do Estado ou o Senado. Estaremos dando apoio a aliança que elegeu os dois últimos governadores”, diz. “A nossa meta, como partido, é fazer uma boa base na Assembleia Legislativa e ganhar cadeiras na Câmara Federal”, completa.  

 

Ma se elogia a aliança e diz apostar suas fichas na vitória do grupo em 2014, José Geraldo Riva não deixa de cutucar a administração Silval Barbosa. Dá nota entre 5 e 6 para o secretariado do governo e dispara contra o secretário-chefe da Casa Civil Pedro Nadaf. “Infelizmente a Casa Civil hoje se presta apenas para negociar com grevistas. Ela não realiza seu papel primordial que é o de articulação com a Assembleia Legislativa. O governo esquece que nestes últimos 20 anos tudo que se fez em Mato Grosso nasceu na Assembleia. Cita o Fethab, o VLT e as principais obras de asfaltamento do Estado, com a iniciativa para a compra da maquinários

 

Jonas Jozino e Rubens de Souza

 

Comentários

Data: 19/11/2013

De: criatura

Assunto: ficha limpa

agora aposenta, com sua ficha não teve jeito de sair candidato, mais de cem processos, fala o que disso..............

Data: 18/11/2013

De: DESMOLIERRISON JERRY

Assunto: APOSENTADORIA FORÇADA

O FICHA SUJA ENFIM FOI BARRADO. VIVA A LEI DO FICHA LIMPA, QUE VAI LIMPAR AINDA MUITOS LADRÕES....

Novo comentário