19 de Janeiro de 2011 - 08:04 Em 18 operações, PF prendeu 280 pessoas no ano passado

Duzentas e sessenta pessoas foram presas pela Polícia Federal em 18 operações realizadas no ano de 2010, em Mato Grosso. O balanço nacional mostra que em todo o Brasil ocorreram 272 operações com 2.863 presos. No Estado, o tráfico de drogas e os crimes ambientais protagonizaram os trabalhos realizados pela PF. Foram 5 ações envolvendo exploração ilegal de recursos naturais e 3 relacionadas ao tráfico internacional de drogas. De acordo com o relatório da PF local, Mato Grosso teve cumprimento de mandados em 6 operações nacionais.

A operação "Jurupari" foi a que contou com maior número de mandados de prisão preventiva expedidos, foram 91 determinações, com 65 prisões cumpridas. A Justiça determinou ainda o cumprimento de 91 mandados de busca e apreensão.

As investigações tinham como foco crimes ambientais cometidos em áreas indígenas e unidades de conservação, movimentando cerca de R$ 900 milhões, conforme estimativa Federal.

Esta não foi a única operação que teve terras indígenas como foco. Em agosto, a operação "Adamas" desmantelou 2 quadrilhas que exploravam ilegalmente diamantes dentro da Reserva Indígena Roosevelt, localizada no município de Espigão D"Oeste (a 500 km de Porto Velho - RO), onde os índios da etnia Cinta-Larga eram agenciados. A PF agiu em 6 estados diferentes e cruzou informações de duas investigações distintas, resultando na operação.

A etnia Cinta-Larga apareceu como vítima ainda de outras 2 operações da PF, "Fazenda Brasil 1", em Aripuanã, e "Pharisaios", em Juína. Nos 2 casos, empresários movimentavam esquema criminoso de extração de madeira, diante de forte coação dos índios. A etnia Irantxe-Manoki, de Brasnorte, também teve as terras invadidas, resultando na "Fazenda Brasil 2".

Servidores - O relatório da PF mostra que pelo menos 32 presos eram servidores públicos do Estado. O número pode ser maior, uma vez que a operação "Asafe", que apurou crimes de exploração de prestígio e corrupção envolvendo decisões Judiciais do Tribunal de Justiça e Tribunal Regional Eleitoral corre em segredo de Justiça e os dados da Polícia não apontam quantos, dos 8 presos, eram servidores. No Brasil, 124 funcionários públicos foram presos pela PF.

Busca e apreensão - Todos os 437 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça em 2010 a pedido da Polícia Federal foram cumpridos durante as operações. O balanço do total de material apreendido não foi divulgado.

Fonte: A Gazeta