19/01/2012 - Rafinha Bastos é condenado a pagar 30 salários mínimos a Wanessa Camargo

 

A 18ª Vara Cível da Justiça de São Paulo julgou procedente a ação indenizatória, movida pela cantora Wanessa Camargo; seu marido, o empresário Marcos Buaiz; e seu filho, José Marcus, contra o comediante e jornalista Rafinha Bastos, ex-apresentador do "CQC", da Band. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira.
 
O processo teve início depois da declaração polêmica que o apresentador fez durante o "CQC", em setembro do ano passado, quando Bastos afirmou que "comeria" Wanessa (que estava grávida) e seu bebê.
 
De acordo com o advogado da família Buaiz, Manuel Alceu Affonso Ferreira, o juiz Luiz Beethoven Giffoni Ferreira decidiu que Rafinha deve pagar 30 salários mínimos, sendo 10 para cada autor da ação (pai, mãe e filho), mais os custos do processo.
 
À coluna o advogado da cantora explicou que os R$ 100 mil pedidos pela família da cantora, como valor de causa, não foram os mesmo da decisão do juiz. “Ele não foi condenado a pagar R$ 100 mil e sim os 30 salários mínimos. Esse era o valor inicial da ação”, disse o advogado, revelando que sua cliente, a cantora Wanessa ficou muito feliz com o resultado. “Achamos a setença muito boa, bem fundamentado, e reconhecendo os direitos do então nascituro, que já virou nascido”.
 
O advogado informou ainda que pensa em recorrer da decisão para aumentar o valor da idenização, que será revertida a uma entidade carente escolhida pela família Buaiz. Ele disse também que já pensa numa ação caso Rafinha decida recorrer da decisão que saiu nesta quarta-feira.
 
A advogada do réu, Thais Colli, vai recorrer da decisão. "Vamos apresentar o recurso contra a ação. Temos quinze dias para isso", disse Thais.
 
Rafinha comenta a decisão no Twitter
 
Fora do país, em viagem de férias, Rafinha Bastos manteve o bum-humor ao comentar no Twitter a decisão do juiz sobre o caso Wanessa Camargo. "Status: Ocupado. Juntando moedas", escreveu o humorista nesta quarta-feira, sem citar diretamente o assunto.
 
 
Extra

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário