19/01/2016 - Policiais acusados de roubo no ano de 2011 em São Félix do Araguaia são absolvidos e comemoram promoção

19/01/2016 - Policiais acusados de roubo no ano de 2011 em São Félix do Araguaia são absolvidos e comemoram promoção

Milton Araújo, hoje cabo, e o colega de trabalho Ailton Quixabeira, hoje 3º sargento, ambos da Policia Militar de Mato Grosso, promoveram nesse domingo, 17, um suculento almoço de confraternização em comemoração a absolvição em processo disciplinar e a tão sonhada e esperada promoção.

 
Milton Araújo foi excluído dos quadros da Polícia Militar, em processo disciplinar, em razão de ter sido acusado de participar de um roubo na região de São Felix do Araguaia/MT, no ano de 2011. O processo disciplinar deu parecer pela absolvição, pela total falta de provas, no entanto, o Comandante da Policia Militar na época, em decisão contrária ao parecer do Conselho de Disciplina, excluiu o militar a bem do serviço público.
 
Paralelamente Milton foi processado pela Justiça da comarca de São Felix do Araguaia, e, por falta de provas, também foi absolvido. Consta dos autos que no dia dos fatos o policial Milton estava na cidade de Barra do Garças, fazendo tratamento de saúde, tendo sido juntado aos autos do processo o atestado médico, fato confirmado por uma testemunha que declarou para o Juiz que Milton Araújo, no dia do roubo na região de São Felix, estava na cidade de Barra do Garças. Com a absolvição no processo disciplinar e no processo criminal, restou comprovado que Milton Araújo não havia cometido nenhuma falta. Após as absolvições Milton protocolizou pedido administrativo de reintegração no cargo, e, no mês de setembro de 2015, Milton foi reintegrado e retornou aos quadros da Policia Militar.
 
No mês de dezembro de 2014 Milton foi promovido a Cabo da Policia Militar.
 
 
Ailton Quixabeira foi processado administrativamente, em tese por exigir propina de traficantes, tendo sido absolvido na sindicância, e, em que pese a absolvição, para aumentar o sofrimento o Comandante Geral da Policia Militar determinou a abertura do Conselho de Disciplina, e, após quase cinco anos de agonia e sofrimento, Quixabeira foi absolvido e em dezembro foi promovido a 3º Sargento.
 
A acusação contra o então cabo Quixabeira foi feita por um traficante, no entanto, restou comprovado no procedimento disciplinar que o cabo Quixabeira, por várias vezes havia recolhido a prisão o traficante, e, provavelmente, buscando prejudicar o Policial, o denunciou.
 
Quixabeira, durante o processo, passou a frequentar uma igreja evangélica, tendo se convertido juntamente com a sua família.
 
A confraternização contou com a presença de amigos, colegas, entre eles o comandante da Policia em Nova Xavantina, major Escolástico; o médico doutor Ailton com sua família e os advogados Wande Diniz e Abreu juntamente com suas famílias.
 
Durante o almoço foram sorteados vários brindes para os presentes.
 
O site Interessante News esteve presente na confraternização e parabeniza ao cabo Milton Araújo e ao 3º Sargento Quixabeira. 
 
 
 
 

Autor: Interessante News

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário