18/02/2016 - PMs passam a fazer hora extra para combater a violência em Mato Grosso

18/02/2016 - PMs passam a fazer hora extra para combater a violência em Mato Grosso

Para tentar reduzir os índices de violência e crimes em Mato Grosso, policiais militares foram autorizados a fazerem hora extra e passarem a fazer um policiamento ostensivo nas cidades. A jornada extraordinária foi criada por uma lei complementar que autoriza o governo a convocar os policiais para trabalharem durante a folga.

O turno extra dos policiais deve ter entre quatro a seis horas e não pode ultrapassar 50 horas mensais. O valor será pago junto com o salário dos policiais militares. Segundo o governo, os policiais que já integram o Batalhão de Operações Especiais (Bope), Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), Grupo de Operações Especiais (GOE) e o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) poderão ampliar as horas de trabalho com incremento salarial.

A Polícia Militar calcula que, apenas em Cuiabá, a jornada extra resultará no aumento de até 100 policiais por dia nas ruas da capital mato-grossense.

“Na área do 3º batalhão, que fica a Grande Morada da Serra, está sendo empregado esse efetivo no reforço do policiamento na área comercial e onde tem acontecido alguns roubos. Por conta disso estamos reforçando o policiamento colocando policiais nas ruas, além de poder incrementar o salário”, disse o comandante do 3º Batalhão da PM, Fábio Luis Bastos.

O governo espera diminuir os índices de assassinato no estado. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, a medida aumentará em 30% a presença de policiais militares em Cuiabá eVárzea Grande, especialmente em 15 áreas consideradas 'críticas'.

Durante uma entrevista à Rádio Centro América FM na segunda-feira (15), o secretário estadual de Segurança Pública, Fábio Galindo, reconheceu que a capital vive um período crítico de violência e que não tem atingido resultados tão promissores na redução da criminalidade quanto os registrados no interior do estado ou até mesmo na cidade vizinha de Várzea Grande.

Casos
Dois homens, de 50 e 28 anos, foram assassinados à luz do dia na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA), uma das mais movimentadas de Cuiabá, na última quinta-feira (11). De acordo com a Polícia Militar, as duas vítimas estavam em uma motocicleta e trafegavam no sentido Centro/Bairro. Dois homens, também em uma motocicleta, se aproximaram das vítimas e atiraram. A PM diz que um dos homens morreu no local e o outro a caminho do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC).

No mesmo dia, durante a noite, um assaltante foi morto a tiros ao tentar assaltar a casa de um casal de policiais civis, no Bairro Jardim Imperial, em Cuiabá.

Na segunda-feira (8) um cabo da Polícia Militar matou um assaltante a tiros dentro de uma agência da Caixa Econômica Federal, no Bairro Cristo Rei. Ele foi baleado ao reagir, no entanto, conseguiu atirar no ladrão.

 

 

G1
Mato Grosso