19/04/2012 - Governador determina investigação sobre ameaça de morte a secretário

 

O governador Silval Barbosa (PMDB) determinou a abertura de investigações para apurar as denúncias de ameaça de morte divulgadas pelo ex-secretário da Secopa, Éder Moraes, durante entrevsta exclusiva ao Olhar Direto.
 
Silval disse que já conversou com o secretário de Segurança Púbica, Diógenes Curado, para apurar as circunstâncias das ameaças. O governador disse que só teve conhecimento do problema através da reportagem.
 
"Não tenho conhecimento deste fato, a não ser pelo que foi noticiado. Ele [Éder] levou isso ao secretário de Segurança Pública. E eu liguei ao secretário de Segurança Pública para que ele dê todo o apoio e que investigue esta denúncia que ele fez, que é muito séria, e nós vamos estar investigando e ver o que realmente tem por trás disso", garantiu.
 
Éder Moraes, que foi demitido á distância pelo governador Silval Barbosa, revelou com exclusividade ao OD que foi abordado, por volta das 21h de ontem, na entrada do condomínio onde mora por um motoqueiro que estava em uma moto sem placas e que disse que o ex-secretário corria sério risco de vida.
 
Moraes é suspeito de ter articulado "uma plantação" sobre uma eventual transação financeira entre o deputado estadual Sérgio Ricardo (PR) e o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Alencar Soares.
 
Pelo acordo, o deputado pagaria R$ 12 milhões para ter a vaga de Alencar Soares na Corte de Contas de Mato Grosso. Eder nega qualquer articulação no sentido de ter "plantado" em setores da imprensa o acordo entre o parlamentar republicano e o conselheiro.
 
De Brasília - Vinícius Tavares

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário