19/05/2011 - 09h:00 Nascimento diz, “meu sonho é contribuir com a construção do Araguaia”

“Leandro Nascimento concede entrevista exclusiva e diz que saiu de Confresa por perseguição política, que está em Porto Alegre do Norte por exílio”

O jornalista Leandro Nascimento dono da LN Marketing e Propaganda saiu de Confresa há dois meses e está residindo na cidade de Porto Alegre do Norte à 28 km de Confresa, o mesmo é ativista social pela CUFA (Central Única das Favelas), sempre teve uma atuação ferrenha em Confresa criticando políticos no que estava errado, sendo alguns momentos a única pessoa considerada da oposição pelo sociedade.

Se de um lado odiado pelos políticos, amado pelo povo, muitos o tem como uma pessoa audaciosa e corajosa na cidade, pois enfrentou brigas e pessoas que muitos temem e tem medo até mesmo de falar o nome. Nesta entrevista exclusiva ao Agência da Notícia Leandro Nascimento, um jovem de apenas 23 anos, mas já com um currículo invejável conta um pouco da sua trajetória e por que saiu de Confresa e foi morar em Porto Alegre do Norte.

AN: Para começarmos quem é Leandro Nascimento?

LN: Olha eu venho de uma família pobre, subdesenvolvida no Brasil, porém nunca fiquei esperando as coisas caírem do céu, já fui vendedor de salgados, catador de latinhas, catador de lixo no aterro sanitário de Matupá, participei de programas sociais do governo, ralei muito na vida para estar aonde estou, para resumir sou apenas a certeza de quem quer pode conseguir alguma coisa na vida, pois todos acreditavam que eu não iria chegar a lugar algum.

AN: Você tem um problema de tique nervoso, isso já atrapalhou a sua vida?

LN: Problema para mim nunca foi, sou uma pessoa normal, como qualquer outra, apenas trouxe alguns maus estar, como Bullying na escola o que na minha época o tema nem era conhecido e debatido ainda no Brasil como hoje, fui e sou motivo de anedotas por algumas pessoas, mas nunca foi um problema. Convivo muito bem e aceito como eu sou.

AN: Por que optou pela comunicação?

LN: A comunicação está no sangue, lembro quando estava no lixão que um grupo de repórteres veio até o local para tirarem algumas fotografias, rapidamente me escondi debaixo de uma grande quantidade de caixas de papel, porém um dos fotógrafos teve a infeliz idéia de revirar aquelas caixas e tirar uma fotografia minha naquele estado, para o jornalismo a foto ficou ótimo, mas para mim foi um sacrilégio, foi aí que nasceu a paixão e a vontade de estar por trás das câmeras fazendo a notícia.

AN: Sua atuação em Confresa foi muito tensa?

LN: Em Confresa acabei cometendo erros, bati de frente com pessoas muito grandes, pessoas que não vale a pena você enfrentar sozinho, as pessoas que diziam estar do meu lado quando a coisa ficou realmente complicada “espanaram” e me deixaram no campo de batalha minando sozinho. O que acabou gerando problemas politicamente, sociais e financeiros, se ficou devendo alguma coisa em Confresa pode ter certeza que estou trabalhando para poder pagar seja com a justiça, ou seja, com a sociedade, até por que gastei muito com a justiça que é lenta em resolver os problemas das pessoas de bens.

AN: Você mandou recado para o governo sobre a cultura de Confresa o que aconteceu?

LN: Infelizmente na política as coisas andam muito de vagar, algumas coisas foram conquistadas, mas muito aquém do que a CULTURA do Araguaia precisa o governador em exercício simplesmente disse para um político da região apenas tomar cuidado que eu não ia descansar, e era muito perigoso. Mas temos declarações de pessoas importantes apoiando a mudança da cultura de Confresa e do Araguaia e com o tempo e com cabeças novas as coisas vão acontecer e mudar.

AN: Sua relação com o PSDB e o Nilson Leitão?

LN: No momento estou desfilado de sigla partidária e minha relação é de amizade, pois todos lá dentro são meus amigos, o Nilson Leitão é um grande parceiro, sabe fazer política, um seguidor nado do saudoso Dante de Oliveira e, é um jovem que vai crescer muito ainda politicamente, quero estar nos seus encalços, pois além de político é um grande AMIGO.

AN: Declarou apoio ao médio Iron Marques parreira, politicamente não é ruim, devido os problemas judiciais que o mesmo enfrenta e o que já passou na política de Confresa?

LN: A política é de calendário, e o Dr. Iron é um amigo também, o qual considero muito, naquele momento era oportuno estar do lado dele, e mantenho minha palavra continuo apoiando o mesmo, foi um grande prefeito, que por ser jovem cometeu os seus erros e o tempo e a justiça cobraram dele, mas nem tudo é para sempre e hoje é uma pessoa madura, sensata e que teve e tem coragem de enfrentar as injustiças cometidas em Confresa. Medo de politicamente me queimar eu não tenho, não participei dos problemas do Dr. Iron, tenho meu modo de fazer política e ele o dele, e hoje estou com ele amanhã posso estar com outro, claro que para o bem do povo, da comunidade, da população, nunca para se corromper ou ser corrompido, todo bom Político tem que pensar primeiro no POVO.

AN: Você quer ser candidato há algum cargo em Confresa?

LN: Olha Camila, no momento eu não sei te dizer, pois ainda é muito cedo, e meu maior sonho é contribuir para a construção do Araguaia, um Araguaia consolidado e forte, onde as pessoas daqui, assim como em outras regiões possam amar, criar, fincar raízes e deixarem legados para os seus filhos.

AN: Se receber apoio disputa há algum cargo?

LN: Sim com certeza, mas volta a repetir isso não está nos meus planos e se for para ser candidato pode ter certeza que vereador não está nos meus planos, mas no momento penso em ficar sossegado, trabalhando nos bastidores, pois vejo que posso contribuir muito para a região.

AN: Uma pergunta que não quer calar, por que você foi morar em Porto Alegre do Norte?

LN: Olha, recebi um ultimato de alguns políticos que não vou citar os nomes que eu tinha prazo para deixar a cidade, pois estaria correndo o risco de perder ainda mais do que já tinha perdido, então resolvi pedir ajuda aos meus amigos de Porto Alegre do Norte que me deram guarida e vim residir na cidade. Estou aqui quase que em um exílio político devido à perseguição política ocorrida em Confresa, não por que estava fugindo de alguém ou de nada, pois os problemas acredito que temos que enfrentar com a cabeça erguida e de frente, algo que sempre fiz. Mas como o Feng Shui (Técnica chinesa) ensina a melhor estratégia às vezes é ficar calmo, esperar a maré baixar e na hora certa contra atacar, pois nunca a melhor defesa foi o ataque, mas sim a melhor reação no momento em que o inimigo esta despreparado, pego de surpresa, aprendi muito com isso a equilibrar meus sentimentos.

AN: sempre vemos materiais seus em grandes veículos de comunicação, como é sua relação com a imprensa?

LN: A melhor possível, sempre mantenho contato com todos os colegas, pois nós devemos ter como base de sustentabilidade a nossa classe, pois é eles que nos ajudam na hora que mais precisamos. Sempre publicam os meus artigos e eu sempre retribuo com muita gratidão.

AN: Para encerrar, como você vê a sua vida hoje, e como estão os seus projetos?

LN: Camila vejo que aprendi muito, não vou dizer que nunca errei, pois quem nunca errou que atire a primeira pedra, porém aprendi e estou aprendendo, minha vida hoje está sossegado, tranqüila, cabeça no lugar trabalhando e dormindo. Meus projetos continuam, sou um eterno sonhador, e a sociedade pode ter certeza que o carinho recebido por parte de vocês será retribuído. Agradeço a vocês do Agência do Notícia pelo espaço e dizer que são meus amigos e que admiro muito o trabalho de vocês e a comunidade de Confresa podem contar comigo, estou aqui para somar, dividir são para os que não pensam no povo, juntos conquistaremos o tão almejado Araguaia, Muito Obrigado!


Fonte:Agência da Notícia