19/06/2014 - Chilenos invadem área de imprensa e entram no Maracanã sem ingressos

Cerca de 100 torcedores chilenos invadiram o centro de imprensa do Maracanã por volta das 15h (de Brasília), uma hora antes do início da partida entre Espanha e Chile. O grupo forçou uma das grades da cerca que circula a área e causou confusão e destruição no local de trabalho de jornalistas estrangeiros e brasileiros. Duas paredes foram derrubadas, houve muita correria, gritos, e em pouco tempo o grupo foi controlado pelos "stewards" (seguranças particulares), que em um primeiro momento corriam e gritavam "fechem os portões!". Pelo menos 90 pessoas foram detidas.

Após quebrarem uma das paredes, o grupo entrou na área de estacionamento, que abriga o centro de mídia e, por trás das divisórias, pode dar acesso ao estádio. Mas um contingente maior de seguranças chegou e dominou o grupo, que foi colocado sentado no chão e pouco depois conduzido por policiais do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) - o grupo que foi pego ainda do lado de fora foi levado ao Juizado Especial do Torcedor e o restante deve ser encaminhado para uma delegacia próxima, informação ainda não confirmada oficialmente.

Funcionários do Comitê Organizador Local (COL) informaram que os chilenos circulavam pela área há algum tempo, sem se dirigirem para nenhum portão. Em certo momento, alguns deles afirmaram precisar de atendimento médico, distraindo parte das autoridades presentes. Foi a deixa para a invasão. O órgão deve se pronunciar oficialmente sobre o caso em breve, bem como a Fifa, pois são os responsáveis pela segurança interna das arenas. No jogo entre Argentina e Bósnia foram apontadas falhas na triagem de torcedores sem ingresso no perímetro de segurança no entorno, mas o COL negou as falhas.

Grupo fura cerco e invade arquibancada

Logo após a confusão no centro de imprensa, um grupo de torcedores chegou à beira do gramado por um túnel de acesso e conseguiu invadir a arquibancada pela escada que liga o campo aos assentos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, cinco pessoas ficaram feridas na confusão e receberam atendimento médico. Uma senhora quebrou o braço e foi atendida na ambulância presente no local.

 

Globo Esporte
Vicente Seda

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário