19/08/2015 - Senadores enaltecem Taques e elogiam PSDB pela 'conquista'

A ida do governador de Mato Grosso para o PSDB repercutiu positivamente na bancada do Senado. Após o senador Aécio Neves, presidente nacional da sigla tucana, fazer o anúncio em plenário, vários senadores destacaram a trajetória política de Taques, suas qualidades e ressaltaram que o partido só tem a ganhar por ter em seus quadros um político da “envergadura moral” do ex-procurador da República que logo no seu primeiro mandato como senador se destacou pelo conhecimento jurídico e político compartilhado com os colegas.

Além dos tucanos, representantes de partidos que integram a base governista como o PMDB e PDT, ex-sigla de Taques, parabenizaram Aécio pela “aquisição”. De Mato Grosso, os senadores Blairo Maggi (PR) e José Medeiros (PPS) foram os primeiros a elogiar a atuação de Taques e destacaram que o PSDB só tem a ganhar com a filiação do governador que integrou os quadros do PDT por mais de 6 anos. 

“Com alegria imensa, pois significa um reforço imenso, comunico que a partir de agora passa a ser companheiro tucano o governador do Mato Grosso. Ele me autorizou a fazer o comunicado depois de ter recebido convites de honra de várias lideranças tucanas”, disse Aécio Neves afirmando que Taques encontrará na legenda tucana um terreno absolutamente fértil para continuar defendendo suas ideias. “O PSDB será sua trincheira”, ressaltou.

Blairo parabenizou Aécio e o PSDB pela pela filiação de Taques e disse não ter dúvida nenhuma das qualidades do do ex-colega de bancada que exerce hoje um cargo já ocupado pelo republicano por 2 mandatos: o de governador do Estado. “Quero dizer que que o estado de Mato Grosso espera bastante do PSDB e não tenho dúvida nenhuma que vocês farão uma grande parceria. O partido fez isso olhando para o futuro. Tenho meu entusiasmo em ver a decisão política que o governador Pedro Taques faz nesse momento”, disse Maggi.

Atualmente na vaga de senador deixada por Taques, José Medeiros lembrou que o PPS também fez convite a Pedro Taques para integrar as fileiras do partido. “Mas o Pedro Taques está indo para o PSDB, ele já tinha um alinhamento com o PSDB. O partido está de parabéns. Esse novo quadro tem tudo a ver com o momento da política brasileira. Parabéns ao senador Pedro Taques e parabéns ao PSDB”, destacou. O tucano José Serra (SP) também enalteceu Taques na tribuna. Destacou que ele mesmo sendo governador deixa um partido da base aliada e vai para a oposição. “Algo muito inusitado na política brasileira”, resumiu.

José Agripino Maia (DEM -RN) disse ter inveja de Aécio por receber Taques no seu partido. Lembrou do período em que conviveu com Taques e disse ter grande admiração pela envergadura moral do ex-colega. A exemplo de Serra, Agripino também destacou a coragem de Taques por ser governador e optar por um partido de oposição.

Lembrou que tal escolha pode ter consequência na relação com o governo federal como por exemplo na concessão de empréstimos. “Ele faz a escolha olhando para o futuro. Eu me sinto gratificado porque ao lado do PSDB o DEm vem há 13 anos sendo oposição. Sintonizados com a sociedade”, disse cutucando o PT, que segundo ele, não consegue fazer o Brasil avançar. Aécio concordou que realmente se trata de um ato de coragem e ponderou que quando se faz isso pensando no futuro, supera as dificuldades do momento. “A caminhada para o futuro é uma só”, disse.

Líder do PDT no Senado, Assis Gurgacz lamentou em nome do partido a perda de Pedro Taques para os tucanos, mas ressaltou a contribuição do ex-colega de partido nos mais de 6 anos em que militou nos quadros pedetistas. “Ele contribuiu muito para o nosso partido aqui e no Mato Grosso. Desejo boa sorte e sucesso nessa nova jornada, mas sei que o coração dele vai continuar sendo pedetista”, destacou.

Por sua vez, o senador Waldemir Moka Miranda (PMDB/MS) disse entender que Taques, hoje enfrenta muita dificuldade para governar Mato Grosso em função desa crise e da situação que encontrou o Estado. “O PSDB recebe em minha avaliação um dos melhores homens públicos desse país. Ele que fazer as coisas da forma correta, com muita lisura e transparência. Minha inveja só não é maior, inveja boa melhor falando, porque nós do PMDB queremos crer que rapidamente e mais brevemente possível a gente possa contar em nossos quadros com o seu companheiro, o Blairo Maggi também do Mato Grosso”.

Também se manifestaram em plenário parabenizando Taques pela decisão e o PSDB pela filiação, os senadores Aloysio Nunes (PSDB-SP), Randolfe Rodrigues (PSol- AP), Tasso Jereissati (PSDB- CE), Ataídes Oliveira (PSDB -GO) e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB- AL) que em nome da mesa diretora elogiou Aécio pela filiação de Taques, classificado por ele como “um grande homem e grande liderança de nosso país”.

 

Welington Sabino, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário