19/08/2016 - Professora é dopada e agredida por suposta amante do marido

19/08/2016 - Professora é dopada e agredida por suposta amante do marido

A professora E.J.P., de 38 anos, foi dopada e agredida na manhã de quarta-feira (17), no bairro Carrapicho, em Várzea Grande. À Polícia Militar, a vítima afirmou que o crime foi cometido pela amante do seu marido, um policial civil de 42 anos.

Conforme informação do boletim de ocorrência 259662/2016, a suposta amante abordou a professora no momento em que ela saía do Hospital Judas Tadeu, na Capital, em um Gol branco. Ela assumiu a direção do carro levou a vítima para um bairro afastado em Várzea Grande.

A suposta amante quebrou um dos vidros do carro de E.J. e deixou um recado escrito com um batom no para-brisa: “Avisei você, agora isso é só”.

No carro da professora, ainda foram localizados dois frascos vazios de cachaças e um galão, também vazio, com odor de álcool.

De acordo com o B.O., policiais foram informados por testemunhas que havia uma mulher pedindo socorro, próximo a um cemitério.

“Chegando no endereço, localizamos uma mulher caída ao solo, sem perfuração de arma branca ou arma de fogo, com as vestes sujas e com fala desconexa”, diz o B.O.

Os PMs acionaram uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que esteve no local e relatou que a professora estava aparentando embriaguez.

Ela foi levada ao Pronto-Socorro da cidade e passa bem.

“Os pertences da vítima, veículo, carteira com cartões e documentos, bolsa, celular e livros foram entregues ao seu esposo”, pontua o B.O. 

 

 

 

Midia News

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário