19/09/2011 Cadeia Púbica de São Félix do Araguaia é Reformada

O secretário de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Paulo Lessa, acompanhou a reinauguração da cadeia de São Félix do Araguaia, sexta-feira, após a unidade passar por reforma completa das instalações elaborada através de parceria com os poderes constituídos e sociedade civil. Agora, a cadeia é considerada referência a outras unidades prisionais do Estado.

 

 “O que vejo aqui hoje é uma motivação para continuar trilhando o desafio oceânico de promover a modernização e humanização do Sistema Penitenciário de Mato Grosso”, declarou o secretário Paulo Lessa, titular da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), durante a reinauguração da Cadeia Pública de São Félix do Araguaia, na nesta sexta-feira (16.09).

 

A Cadeia Pública de São Félix do Araguaia passou, por meio de parceria com os poderes constituídos e sociedade civil organizada, por reforma completa das instalações e serve agora de referência a outras unidades prisionais do Estado.

 

As celas contam com novo modelo de tranca aérea, criado na própria unidade e um mecanismo de controle individual da energia elétrica e da água, desenvolvido pela engenharia da Sejudh. Os equipamentos ampliam a segurança no local e sinalizam um novo padrão de construção no Sistema Penitenciário.

 

Ressaltando a importância das parcerias para o avanço social, Paulo Lessa parabenizou a sociedade de São Félix por empregar parte de seu tempo em ações de benefício coletivo. O secretário enalteceu a sensibilidade do juiz Marcos Canavarros por direcionar os recursos do cumprimento das penas as obras da cadeia pública e destacou a contribuição do Ministério Público, Conselho da Comunidade, Prefeitura de São Félix e dos municípios de Luciara, Novo Santo Antônio e Alto da Boa Vista, que também se utilizam da Cadeia. 

 

Paulo Lessa pontuou que o processo de ressocialização passa necessariamente pelo aspecto físico do ambiente. Ele elogiou a atitude do diretor da Cadeia Pública, João Fernando, pela iniciativa da reforma e por liderar o trabalho que beneficia reeducandos e servidores da unidade prisional. “Essa obra é dignificante e além das instalações tradicionais, oferece sala para os agentes penitenciários, sala de atendimento para os advogados, biblioteca e arejada área para o banho de sol”, afirmou. Paulo Lessa destacou o empenho dos servidores na conquista e agradeceu a participação da mão de obra dos reeducandos na obra. 

 

Nas considerações do Juiz Marcos Canavarros, o magistrado disse que o ingresso do secretário Paulo Lessa na Sejudh contribui com um novo olhar para o Sistema Penitenciário e que a sociedade já começa a ter consciência de que o reeducando não é um problema isolado do Estado, mas de todos, porque ao final da pena ele retornará ao meio social. Conforme o juiz, 85% dos presos são da região, já que São Félix é sede da Comarca e a Cadeia Pública atende os municípios que a integram. O Juiz explicou que a participação do Judiciário na parceria ocorre com o dinheiro da aplicação das penas, o qual é repassado ao Conselho da Comunidade que o direciona as obras de melhorias na unidade prisional.

 

Para o diretor da Cadeia, José Fernando, melhorar o ambiente foi o primeiro passo. O segundo será a transformação da unidade em um presídio produtivo com horta, viveiro de mudas e outras atividades que poderão beneficiar o sistema e os reeducandos. O diretor destacou a disposição do secretário Paulo Lessa em conhecer a cadeia e disse que a presença do titular da Sejudh no evento reforçou os laços da família do Sistema Penitenciário na região. 

 

 

DETECTOR DE METAL 

 

Durante o evento o secretário Paulo Lessa fez a entrega de banquetas com detectores de metal para a Cadeia Pública de São Félix do Araguaia e outras duas unidades prisionais da região: Porto Alegre do Norte e Vila Rica. As banquetas são utilizadas no processo de revista dos visitantes e visam detectar a entrada de celulares nos presídios. Na opinião de Gelderson Luiz dos Santos, diretor da Cadeia de Porto Alegre do Norte, o equipamento facilitará as revistas, já que entre os visitantes há predomínio do público feminino e entre os agentes penitenciários, há reduzido número de mulheres. 

 

FÓRUM SOBRE DROGAS

 

Na reinauguração da Cadeia Pública, Paulo Lessa anunciou que São Félix do Araguaia sediará nos dias 21,22 e 23 de setembro, etapa do Fórum Regional Sobre Drogas e pediu o apoio e participação de todos, em especial,  do Poder Judiciário. De acordo como secretário, o evento tem o objetivo de discutir o uso e abuso das drogas na região e apontar soluções que serão apresentadas no Fórum Estadual em dezembro na capital mato-grossense.

 

COMITIVA 

 

Integraram a comitiva do secretário Paulo Lessa na reinauguração da Cadeia Pública de São Félix do Araguaia, o secretário adjunto de Administração Penitenciária, ten. coronel Clarindo Alves de Castro, a assessora Especial da Sejudh, Geyza Bianconi e o superintendente de Cadeias do Sistema Penitenciário, Altair Camilo Vicente Júnior. 

 

 

Fonte: Assessoria com Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

OS COMENTÁRIOS É DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS INTERNAUTAS QUE O INSERIR. O REPÓRTER DO ARAGUAIA ONLINE RESERVA-SE O DIREITO DE NÃO PUBLICAR MENSAGENS COM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO, PUBLICIDADE, CALÚNIA, INJÚRIA, DIFAMAÇÃO OU QUALQUER CONDUTA QUE POSSA SER CONSIDERADA CRIMINOSA. OS COMENTÁRIOS QUE CONTER NOS ITENS CITADOS ACIMA SERÃO EXCLUÍDOS. TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO ARQUIVADOS ATRAVÉS DO IP E SERVIRÃO DE PROVAS CONTRA AQUELE QUE USAR ESTE MEIO DE COMUNICAÇÃO.