19/09/2013 - Estudante de Medicina visita São Félix do Araguaia e conta sua experiência em Cuba

19/09/2013 - Estudante de Medicina visita São Félix do Araguaia e conta sua experiência em Cuba

Cuba é um país de referência mundial em saúde preventiva. Por isso, cursar Medicina naquele país tem se tornado o sonho de muitos estudantes, e por que não um são-felixcense? Um deles é Robson Freitas da Silva, que está prestes a se tornar médico. Cursando medicina em Cuba, o estudante visitou São Félix do Araguaia recentemente.

 

Segundo Robson conversou com o prefeito José Antonio de Almeida (Baú) que o mesmo prometeu dar continuidade nos estudos em Cuba. “É com uma imensa felicidade que recebo esse apoio do prefeito Baú que tudo começou na administração do ex-prefeito Filemon Limoeiro no qual merece meu respeito também.

 

Robson é um exemplo, pois deixou a família, amigos e sempre quando visita São Félix do Araguaia, conta aos que apóiam o que tem aprendido, pelo Instituto Superior de Ciências Médicas de Havana (Cuba), diz que batalhou muito para conseguir realizar o sonho em cursar Medicina em Cuba. “Um grande talentos da nossa Cidade”.

 

Nascido em São Félix do Araguaia, o estudante residia no centro da cidade com os pais, irmãos, esposa e uma filha, até ir para Cuba. Funcionário efetivo da prefeitura municipal de São Félix, mas sempre buscou alcançar os seus objetivos com muita persistência e força de vontade.

 

A infância e a adolescência não foram períodos de muitas lutas para Robson. De origem humilde. Freqüentou escola pública e sempre foi considerado bom aluno. O começo de uma nova fase na sua vida se se iniciou em 2010, quando percebeu que seu sonho começava a ser tornar realidade.

 

No entanto, naquele país as bolsas de estudo só são oferecidas para quem tem até 25 anos. “Nesse momento foi difícil decidir, sabe? Estava estabilizado, pois trabalhava na prefeitura, tinha minha família e amigos. Imagine ter que jogar tudo para o alto?”. O Secretário de Educação da época Cleber Canidia me incentivou: “Você fecha os olhos e vai”.

 

A família sempre o apoiou e essa força foi primordial para enfrentar as dificuldades: conhecer uma nova cultura, bloqueio do idioma e a distância da família. A oportunidade era uma parceria do governo daquele país com a Prefeitura de São Félix do Araguaia. “Naquele momento, a oferta era de apenas duas bolsas para São Félix do Araguaia. Para seguir no sonho, consegui licença no trabalho segui em frente”.

 

A sua chegada em Cuba ocorreu em 2010. O governo de Cuba assegurou ao estudante moradia, alimentação e apoio nos estudos. Permaneceu hospedado em república. Hoje o estudante Robson mora de aluguel. Em todas as férias vem a São Félix do Araguaia, para rever a família.

 

Lá, como processo de adaptação, teve que passar pelo chamado “primeiro tempo”, uma espécie de preparação ao idioma, além de matérias como Física e Biologia. Em sua ultima visita na cidade de São Félix, tratou de sua licença e solicitou ajuda de custo ao prefeito Baú. “Para este assunto, contei com a ajuda do prefeito Baú, que me disse dar todo apoio que eu precisar. “Se você acreditar, pode seguir adiante”.

 

Bagagem – O desejo de Robson é trazer a experiência em saúde pública de Cuba para o Brasil especificamente para a cidade de São Félix do Araguaia, demonstrando todas as características. Lá, ele participa de reuniões mensais para estudantes brasileiros, no Núcleo de Estudos de Saúde Comunitária. O foco é desenvolver pesquisas que envolvem a atenção básica, saúde da família dos dois países.

 

O conhecimento adquirido em saúde pública fez com que o são-felixcense passasse a analisar o Brasil de uma maneira mais crítica. “Além de melhorar a estrutura, é preciso cuidar das pessoas. E é isso o que o prefeito Baú está fazendo em São Félix do Araguaia”.

 

De acordo com Robson, o principal desafio hoje é conseguir revalidar o título de reconhecimento da profissão. O processo é necessário para atuar no Brasil e só pode ser concedido pelo Conselho Federal de Medicina (Brasileiro). Os estudantes estrangeiros passam por provas anuais (para revalidação), com conhecimento específico.

 

O são-felixcense disse estar de acordo com a presidenta Dilma, em contratar médicos de outros países inclusive de Cuba para atender a população. “Sabemos que falta estrutura para receber os profissionais de saúde estrangeiros, mas sabemos acima de tudo que nosso povo precisa de nós”, disse.

Robson falou ainda sobre a situação do Sistema Único de Saúde (SUS), no Brasil. “O SUS foi criado há 25 anos, mas ainda está engatinhando por falta de interesse de alguns gestores no âmbito federal. No caso de São Félix do Araguaia, vejo os esforços que o ex-prefeito Filemon tem feito e atual prefeito Baú vem fazendo dentro daquilo que pode e o município precisa”, ressalta. “Ninguém melhor que o prefeito Baú que governa com transparência no olhar e no agir para me servir de exemplo. Se eu conseguir exercer minha profissão com as principais características dele, com certeza serei um excelente médico”, finaliza.

 

A sua passagem pelo Brasil terminou no dia 04 de setembro. Agora, em 2013, está no 4º ano 7º período o sonho de se tornar médico vai virar realidade para Robson, em 2016.

 

 

 

Vanessa Lima/O Repórter do Araguaia

 

Comentários

Data: 22/09/2013

De: Ana

Assunto: acorda

Robson ta falando da sua experiencia,,, e o povo querem ressaltar propaganda politica, Aff povinho mediocre

Data: 21/09/2013

De: JOSÉ RAIMUNDO COUTINHO DOS REIS

Assunto: Sucesso

Deus te abençoe Robson. Parabéns!

Data: 20/09/2013

De: PARABENS

Assunto: ROBSON

PARABENS Q VC CONSIGA REALIZAR ESSE SONHO...

Data: 20/09/2013

De: Estudo

Assunto: Menos

Jornal ta com paga P...

Data: 19/09/2013

De: MALLSO

Assunto: SAUDE

FELICIDADE PARA VC ROBSON E CONTINUA LUTA CARA O POVO DE SÃO FÉLIX PRECISA DE VC E DO BRASIL TAMBÉM ESTE É O GUERREIRO DO ARAGUAIA ....

Data: 19/09/2013

De: JOCA

Assunto: Robson

Ele devia ter falado de quando seu pai foi pedir ajuda ao prefeito anterior, aquele que não gosta de pobre.
Seu pai foi pedir um notebook para o Robson, pois estava precisando para os estudos, e recebeu como resposta, se não têm condições de estudar, para.

Data: 21/09/2013

De: MENTIRAR

Assunto: Re:Robson

SE NÃO FOSSE O PREFEITO ANTERIOR , ELE NÃO TERIA CONSEGUIDO ESTA BOLSA. ELE ROBISON, SABE DISTO. FOI ATRAVÉS DE UM PROJETO IMPLANTADO AQUI, PESCANDO LETRAS, QUE ELE POR SER FILHO DE PESCADOR, FOI CONTEMPLADO. PQ ELE NÃO DISSE ISTO, UM GRANDE INGRATO. AGORA FICA AÍ CUSPINDO NO PRATO QUE COMEU.

Novo comentário