19/09/2015 - Pelo menos 16 prefeitos de MT devem seguir Pedro Taques e se filiar ao PSDB

 Até o momento, o PSDB contabiliza pelo menos 16 prefeitos que devem se filiar à sigla em Mato Grosso após a adesão do governador Pedro Taques ao ninho tucano. O Repórter do Araguaia em conjunto com o Olhar Direto teve acesso a alguns desses nomes, que estão sendo definidos em uma comissão composta por membros da cúpula do partido e pessoas de confiança do governador.

Esse grupo discute em quais municípios as novas filiações podem ser recebidas sem causar conflito com as bases tucanas já estabelecidas no local. Antes da adesão de Taques, apenas dois dos 141 prefeitos de Mato Grosso eram tucanos: Joel da JM, de Bom Jesus do Araguaia, e José Marra, de Araguaiana.

Uma das siglas que mais sofre com as baixas é justamente o PDT, ao qual Taques foi filiado até agosto passado. O prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta, permanece fiel aos ideais de Leonel Brizola e já anunciou à imprensa sua intenção de continuar no PDT. Seu irmão, Adriano Pivetta, que é prefeito de Nova Mutum, por outro lado, ainda está avaliando se muda ou não de sigla.

Todos os outros prefeitos do PDT já teriam decidido “tucanar” – Marilede, de Pedra Preta; Anderson Andrade, de Vila Bela da Santíssima Trindade; Geraldo Ribeiro, de Carlinda; e Luiz Eickhoff, de Tapurah. O PMDB do ex-governador Silval Barbosa pode perder pelo menos três prefeitos, entre eles Cicilio, de Juruena; Adalto, de Apiacás, e Tony Rufatto, de Paranaita.

Do PR devem sair outros três: Eli da Farmacia, de Curvelandia; Valteir, de Indiavaí; e Marcos Aparecido, de Ribeirãozinho. Também podem se filiar ao PSDB os prefeitos de Campos de Julio, Dirceu Comiran (PSD); Pontes e Lacerda, Donizete da Len (PPS); Vale de São Domingos, Daniel (PP); e Paranatinga, Vilson Pires (PRP).

As movimentações precisam ser concluídas rapidamente para os políticos que pretendem disputar as eleições municipais de 2016. Esses precisam estar filiados até o dia 2 de outubro, um ano antes das eleições. 

Sem "inchaço"

Tradicionalmente, quando governadores mudam de partido em Mato Grosso, dezenas de prefeitos o acompanham na nova sigla. Foi assim com Blairo Maggi, quando saiu do PPS para o PR, e Dante de Oliveira, que saiu do PDT e foi para o PSDB – a mesma mudança feita por Taques. Aliados do governador falam em trazer para o ninho tucano cerca de 50 prefeitos, ou seja, mais de um terço dos 141 municípios do estado.

A cúpula tucana, porém, alinhou o discurso e nega essa pretensão. Em entrevistas recentes, tanto Pedro Taques quanto o presidente regional do PSDB, o deputado federal Nilson Leitão, declararam que não querem “inchar” a sigla. “Em detrimento da quantidade, as democracias mais modernas buscam a qualidade dos seus quadros”, declarou Taques há cerca de dez dias.

 

 

 

Olhar Direto

Comentários

Data: 20/09/2015

De: joão de deus ferreira

Assunto: noticias


O DESAQUECIMENTO

CIENTISTA é aquele que se dedica a ciência para o bem maior da humanidade. Mais atualmente os cientistas unem-se a organizações para prestar serviços nocivos a humanidade.
Como se fossem donos do planeta, ou uma criação dele, os falsos cientistas falam que ainda há tempo de fazer cortes de emissões de gases estufa necessários para impedir que o planeta se aqueça perigosamente, as medidas necessárias para tal são, tecnicamente viáveis, e o custo de eliminar o carbono não vai prejudicar a economia, assim falam os cientistas.
Essa foi a conclusão de um novo estudo internacional, liderado por uma rede de pesquisa da ONU e por um centro de pesquisa francês. A análise é a mais detalhada até agora sobre como manter o aquecimento global a baixo do acréscimo de 2ºC, considerado perigoso.
O trabalho de descarbonizacão profunda, estudo feito por 16 países que mais emitem gases do efeito estufa no mundo incluído o Brasil. = DDPP + IPCL. E que muitos cientistas dizem que o próprio limiar dos 2ºC delineado pelo IPCL já seria alto demais afirma GUIDO SCHMIDIT – TRAUB diretor do SDSN (Rede de soluções e desenvolvimento sustentável) criado pelo secretário-geral da ONU Ban Ki Moo encomendou o estudo, os formuladores de políticas e empresários dizem que, impedir os 2ºC seria impossível.
O coautor do estudo Jim Willians ironiza “Não vamos precisar que todos se tornem ciclistas ou vegetarianos”
Lembre-se acima eles falam na economia, e a quantidade de emissões por dólar do PIB Global. Para ninguém ficar a pé, e o planeta inteiro passará por reforma no transporte público, como milhões de carros elétricos, eliminar o carvão mineral e o petróleo na geração de eletricidade, substituir combustíveis fósseis por alternativas como eletricidade a partir dos biocombustíveis no caso do Brasil e Indonésia e acabar com o desmatamento também seria algo imperativo.
Se vocês não intenderam, a ONU já formou o seu grupo para tomar dinheiro de países, observe que eles falam na economia no começo, depois dólar e no final a ministra do meio ambiente francês Laurence Tubiana, a anfitriã da COP 21, segundo a ministra, a ideia e tentar filosofar com que acordo será negociado, ela quer criar uma maneira de aumentar a ambição das contribuições ao longo do tempo. A ONU já fez muita COP e não deu em nada.
Descarbonizacão profunda imagine vocês que há 60 anos atrás existia 90% da população mundial queimava lenha, querosene e carvão mineral, a urdidura da ONU é muito forte para os fracos doarem. O que vocês leitores diriam a ONU e seus cientistas sobre descarbonizacão profunda?
Muito chefes de Estados não tem conhecimento, isso é normal para os demais dirigentes de países ou empresas, mais não buscar o conhecimento é burrice.
A ONU já tem o seu time formado por grandes empresas que irão construir seus bilhões de automóveis não poluentes e taxar aqueles poluidores, as empresas como P&G, uma das maiores desflorestadores do planeta e a Mon. Santo uma das maiores envenenadoras de solo, só não foram congratuladas pelo prêmio LIDE de agronegócio e EMBRAPA, por esquecimento, mas vão pedir desculpas como vocês já sabem. A ONU fez, fez no Haiti, na Faixa de Gaza, Timor Leste e em quase toda a África, e a miséria a fome os estupros os homicídios continuam.
Gostaria que vocês pedissem aos idealizadores do COP 21 um projeto primeiro e depois falaremos em Dólar. Caso alguém esteja dando um golpe ou o conto do vigário.
O desaquecimento do planeta, é diferente e contrario as ideais deste grupo que pensam que o planeta é deles. O desaquecimento do planeta começará através do resfriamento dos mares, e um conjunto de projetos e medidas que vai calhar com a revitalização de rios, igarapés mares e lagos, e o retorno das florestas em seus devidos lugares, vocês terão a honra de ver triplicar peixes, crustáceos e moluscos, que em milhares irão aplacar a fome que coroe esse país como todo, e a cura de inúmeras doenças que a fome produz.
Sem contar os milhares de empregos verdes que irá alavancar esse país rico, que a miséria está derrotando os homens de boa fé.
Seus rios, mares e lagos irão ter proteínas e vitaminas em abundância, em seus leitos e suas margens, e suas respectivas áreas de lazer. E São Paulo e todos os paulistanos terão a honra de ouvir que São Paulo tornou-se a ser chamada a terra da garoa, e seus rios e reservatórios permanecerão cheios e em abundância de águas.
Eu JOÃO DE DEUS FERREIRA lhes faço uma pergunta, e em especial aos leitores que não conhecem o poder superior, sobre todas as coisas, que manda e determina em seu tempo exato.
Por que tantos projetos chegaram em minhas mãos, não para um único país mas para um planeta inteiro?
Hoje, eu, posso dizer para todos vocês que JD é o fiel depositário de tamanha riqueza que só o senhor, o poderoso DEUS é capaz de lhes mostrar o caminho.
Contrariando os falsos profetas, pastores e cientistas, o desaquecimento do planeta estar com JD.

O PODEROSO DEUS DE ABRAÃO, ISAC E JACÓ, ESTÁ REUNINDO A SUA IGREJA, E LÁ NÃO TEM SACOLINHA.
JOÃO DE DEUS FERREIRA, O HOMEM.

Novo comentário