20/01/2012 - Nova Nazaré vive o drama das chuvas e pode ficar isolada a qualquer momento

 

 

O município de Nova Nazaré está sendo castigado pelas fortes chuvas desses últimos dias na região. O município, segundo a assessoria da prefeita Railda Alves, poderá ficar totalmente isolado do resto do Estado, a qualquer momento.
 
As estradas estão com atoleiros em vários pontos de seu percurso. A MT-240 está interditada na altura da fazenda do Artênio e do Zé Maria. Por essa via passam somente carros pequenos, mas com eventual ajuda de máquinas da prefeitura na travessia de alguns pontos críticos.
 
A prefeitura mantém, mesmo sob intensa chuva, uma operação tapa-buracos com pedras e cascalho. A prefeita Railda reconhece o estado crítico porque passa seu município cortado pela Rodovia do Calcário (MT-326) agora sem os caminhões e carretas. Há problemas, a ponte do rio Água Suja caiu.
 
O município já decretou estado de emergência, o que levou a Defesa Civil do Estado até ao local para acompanhar a situação. O governador Silval Barbosa, a pedido da prefeita determinou que uma empresa fizesse a recuperação da ponte sobre rio Água Suja, na 326, onde homens já trabalham há cerca de 10 dias e ainda conseguiu com o governo a recuperação de mais três pontes: uma vazante próximo ao Água Suja, a ponte do Córrego Buriti e a ponte de acesso ao rio das Mortes.
 
A opção para se chegar a Nova Nazaré é a MT-326 via Cocalinho. Informações dão conta que a ponte do Rio Água Preta está balançando sua estrutura e ameaça cair a qualquer instante.
 
A situação também é critica nas vicinais, porque os produtores não conseguem escoar a produção pela falta de estradas e acesso à aldeia Tritopá, também sem condições de trafego e parte da população indígena, da etnia xavante, está isolada.
 
Cerca de 400 carretas carregadas com soja, gado, calcário, arroz, milho passam por essa rodovia. O prejuízo, segundo avaliação da prefeitura local é muito grande, “tanto para nós que estamos aqui, quanto para os produtores e para o Estado que deixa de arrecadar, em função desse momento de chuvas que soma à falta de infraestrutura da região”, disse a prefeita Railda.
 
 
semana7.com

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário