20/02/2012 - Aumento de Capivaras provocam atropelamentos na BR-158

 

Na altura do Km 43 próximo ao córrego Insula II, na BR-158, sentido Nova Xavantina, no município de Barra do Garças, nossas lentes flagrou duas Capivaras atropeladas e mortas por veículo na pista durnate esta semana que antecede o Carnaval 2012. Nossa reportagem passou pelo local e fotografou os animais estendidos a beira da rodovia já em avançado estado de decomposição. Segundo alguns componentes de uma ‘comitiva’ que transportam gados ao longo da rodovia, esta não é a primeira vez que eles presenciam acidentes envolvendo veículos e animais na pista, segundo dizem; em dezembro do ano passado, pelo menos seis capivaras e duas antas foram atropeladas por uma carreta carregada de calcário e que por pouco não provocou um grande acidente na pista.

Segundo um biólogo da região que acompanha o comportamento das capivaras na região e que preferiu não se identificar, nos últimos anos os animais tem optado pela região do córrego Insula, pelo fato de ainda possuir uma das poucas reservas naturais de aguas, um verdadeiro manancial a margem da BR.

De acordo o especialista, muitos agricultores estão destruindo as matas nativas e cerradas da região para dar lugar ao plantio da soja, por esse fato, animais como Capivaras, Onças parda, Macacos, Anta e outros animais silvestres se sentem acuados e procuram refugiar-se em qualquer região que ainda possui mananciais de agua para a sobrevivência das espécie ameaçadas pela extinção. “Eles estão aumentando a sua procriação neste local a cada dia, por esse motivo virou rotina agente ver animais mortos nesta região atropelados por carros”. È lamentável esse desequilíbrio ambiental. Lamenta o biólogo.

Segundo informações de moradores da região, virou rotina eles ouvirem tiros durante a noite nas imediações do córrego Insula, possivelmente provocados por armas de caçadores que podem estar abatendo os animais para abastecer restaurantes de Barra do Garças e Nova Xavantina. “Quando estamos campeando pelo local durante o dia, de vez em quando agente depara com couros, ossos, estômagos e cabeças de Capivaras abatidas por aqui”. Disse um vaqueiro da região. Essa denuncia será enviada por esta redação aos representantes da Sema e Ibama em barra do Garças.

 

Noticias dos Municipios.

O Repórter do Araguaia

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário